Volkswagen quer tornar as fuel cell de hidrogénio mais baratas em parceria com Standford

2 de Outubro de 2018
39 Partilhas 347 Visualizações

Neste momento, a japonesa Toyota é a marca que se encontra com maior avanço na produção de veículos a célula de combustível a hidrogénio, em 4 anos de produção, continua a fabricar apenas 3.000 unidades/ano, o que traduz a dificuldade na produção deste tipo de veículos.

O universo dos carros movidos a combustíveis alternativos é uma realidade. Contudo, os veículos movidos a células de combustível, ainda não recebem grande crédito pela maioria das marcas. Na verdade, os únicos grandes fabricantes que têm estudado ativamente a tecnologia são, a Honda, a Hyundai e a Toyota, mas isso pode mudar em breve, se a Volkswagen conseguir entrar neste mercado, devido a uma parceria com a Universidade de Standford, onde uma nova tecnologia de produção de células a combustível de hidrogénio tem sido estudada.

Por agora, o futuro a curto-prazo são os veículos totalmente elétricos e híbridos alimentados por baterias, baterias essas que são pesadas e dispendiosas. Face ao seu peso e pouca capacidade de armazenamento, têm de ser recarregadas inúmeras vezes, ligando-as a redes de abastecimento elétrico. O verdadeiro problema coloca-se quando, existe a necessidade de milhares de pessoas de uma cidade (no caso de possuirem todas veículos elétricos), abastecerem ao mesmo tempo. Teria de existir uma infraestrutura elétrica enorme, coisa que é impraticável e poluidora em muitos pontos do globo.

Para colmatar estes problemas, a comunidade científica procura incessantemente alternativas. As fuel cells a hidrogénio são um exemplo, onde de uma forma mais simples e rápida se pode reabastecer o carro em poucos minutos, mais precisamente, o mesmo tempo de reabastecimento de um a diesel ou gasolina.

Como nem tudo são vantagens, a tecnologia de célula de combustível a hidrogénio tem um custo de fabrico elevado. O processo de conversão de hidrogénio em eletricidade requer um catalisador de platina, ouviu bem, platina! A maioria dos sistemas modernos, possui catalisadores com pó de carbono que é pulverizado com partículas de platina, grande parte acaba desperdiçada.

Face a esta contrariedade, a Volkswagen em parceria com os cientistas da Universidade de Standford, desenvolveram um sistema, denominado Atomic Layer Deposition (ALD), em que os átomos de platina são colocados especificamente na superfície do carbono (ao contrário do que era feito anteriormente, com a colação de platina em camadas externas), reduzindo a necessidade de platina a uma menor quantidade e, por outro lado, triplicando a eficiência energética da célula, o que permite uma maior longevidade.

Concept do Hydrogen Car da Audi, Grupo Volkswagen

“Esta tecnologia abre a possibilidade à redução de custos, à medida que a quantidade de metais preciosos usada é diminuída. Do mesmo modo, a vida útil e o desempenho dos catalisadores aumentam”, refere o professor Friedrich Prinz, da Universidade de Stanford, em comunicado. “Além da célula de combustível, a deposição de camadas atómicas oferece também uma gama completa de outras aplicações que exigem materiais de alto desempenho, como as baterias de iões de lítio de última geração.”

Fonte CNET

Artigos interessantes

Huawei Mate X é o dobrável da Huawei
Huawei
40 Visualizações
Huawei
40 Visualizações

Huawei Mate X é o dobrável da Huawei

José Nilson - 23 de Fevereiro de 2019

E parece que a Huawei não quer ficar para trás de outras marcas. Dessa vez é a hora da rivalidade…

Aparelhos para trabalho remoto
Tecnologia
3 Partilhas58 Visualizações
Tecnologia
3 Partilhas58 Visualizações

Aparelhos para trabalho remoto

Adriank Fructuoso - 23 de Fevereiro de 2019

Hoje em dia cada vez mais vemos pessoas trocando seus trabalhos tradicionais por trabalho remoto, por vezes em casa, no…

Apple perde mercado para Huawei
Destaques
5 Partilhas60 Visualizações
Destaques
5 Partilhas60 Visualizações

Apple perde mercado para Huawei

Adriank Fructuoso - 23 de Fevereiro de 2019

Como todos sabemos a China está em crescimento exponencial e com isso suas empresas também seguem essa forma de crescimento.…

Comente

O seu email não será publico