Interceptor: a máquina que limpa 50 mil kg de plásticos

A crise ambiental domina os assuntos do dia. Apelos à tomada consciência pela poluição são feitos diariamente e medidas política são tomadas em todo o mundo para controlar os exageros feitos pela população.

Como seria de esperar, a tecnologia pode ser uma grande ajuda nesta área, e a “The Ocean Clean Up” já deu o seu contributo. Interceptor é, segundo os responsáveis, a primeira solução que consegue evitar de forma eficaz que o plástico chegue aos oceanos a partir dos rios. É, assim, uma primeira barreira de defesa que impede que resíduos plásticos poluentes passem das águas fluviais para as oceânicas.

Esta máquina de limpeza é alimentada, na sua totalidade, por energia solar, não produzindo gases poluentes para a atmosfera. É ainda silenciosa e funciona de forma completamente autónoma, podendo operar de dia e de noite. Segundo Boyan Slat, diretor-executivo da “The Ocean Clean Up”, o Interceptor será responsável por limpar 1000 dos rios mais poluidores do mundo no que toca ao plástico. Estes mesmos rios são responsáveis por cerca de 80% da poluição plástica dos oceanos do mundo.

O Interceptor consegue extrair cerca de 50.000 kg de lixo diário dos rios, podendo aumentar o seu rendimento até 100.000 kg por dia, em situações mais críticas.

Este novo método de limpeza fluvial já se encontra em funcionamento em dois locais: Jacarta, na Indonésia, e Klang, na Malásia. No futuro, será também instalado no rio Mekong, no Vietnam, e na República Dominicana.

Com muito potencial, o novo Interceptor poderá vir a ser a grande solução para o problema da poluição dos rios com resíduos plásticos.

Fonte: pplware

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here