Cartões da Mastercard vão deixar de ter banda magnética

A Mastercard anunciou que até 2033, quer eliminar definitivamente a banda magnética dos seus cartões de crédito e de débito. A empresa justificou esta decisão com o decréscimo de pagamentos por esta via.

Com o passar do tempo têm surgido novas formas de pagamento que são mais seguras, o que torna as bandas magnéticas obsoletas. Cada vez mais os pagamento são feitos por smartphone, smartwatch, ou outro dispositivo “smart”, e a pandemia veio acelerar a recetividade de pagamentos sem contacto.

A empresa avança que em período de pandemia, nomeadamente no primeiro trimestre deste ano,  registou “mais mil milhões de transações com meios sem contacto” comparativamente com o período homologo. Desde fim do confinamento obrigatório, ou seja no segundo trimestre e, consequentemente, com a retoma progressiva das pessoas aos espaços físicos, registou-se um aumento de 45% de transações feitas através de contactless.

De acordo com a Mastercard é importante que os seus parceiros se ajustem a esta mudança pelo que definiu um período de tempo alargado para implementação desta medida. Sobretudo nos Estados Unidos o pagamento através de bandas magnéticas ainda é “standard” mas a tendência não é esta. No futuro estima-se que os pagamentos serão feitos, exclusivamente por chips ou contactless.

As bandas magnéticas são cada vez menos um método seguro, já que surgiram nos anos 60, tendo sido inventadas pela IBM. A Mastercard, num comunicado, anunciou que os chips são importantes para criar um código único, que é analisado para garantir que o pagamento é seguro.

A Mastercard planeia deixar de emitir, completamente, cartões de débitos ou de crédito com banda magnética a partir de 2029. Com o passar do tempo, os cartões existentes acabarão por ser extintos.

A empresa está também a desenvolver o que chama de “Cloud Tap on Phone” que tem na sua base computação quântica e serve para fazer com que os telemóveis possam receber pagamentos.

Fonte: 9to5mac

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui