Spotify inicia testes do seu próprio sistema de pagamentos no Android

No início deste ano o Google anunciou um programa piloto que permitirá ao Spotify e a outras aplicações contornar a faturação padrão do Google Play no Android. Sob este novo programa, a Google ainda vai receber uma parte desses pagamentos, mas representa um progresso no sentido de uma maior “justiça da plataforma e opções de pagamento melhoradas”. O Spotify começou agora a testar a faturação à escolha do utilizador nos mercados selecionados.

“No futuro, os utilizadores do Android poderão em breve escolher como pagar a sua assinatura do Spotify da maneira que melhor lhes convir”, escreveu o Spotify no seu site. “O Google deu um passo ousado para ajudar a nivelar a concorrância, mas isso é apenas o começo.” Pode ver um exemplo do fluxo de pagamento do faturamento da escolha do utilizador no GIF abaixo.

O Google anunciou um novo modo de faturação de escolha do utilizador, que está agora a decorrer em mais de 35 países. O modo de faturação permite aos utilizadores das aplicações participantes escolherem como querem que seja o seu pagamento, seja através de subscrição ou de pagamentos únicos. A aplicação de encontros Bumble aderiu como a segunda maior aplicação a participar.

De acordo com o gerente de produto do Google, Paul Feng, a empresa está “a trabalhar com as suas equipas e antecipamos que os seus utilizadores vão começar a ver esta escolha em países selecionados nos próximos meses”.

Spotify está agora a processar pagamentos para subscrições no próprio sistema, em vez de o fazer através do Google Play. No entanto, a Google continua a aceitar uma parte destes pagamentos, 4% da taxa do programador, para ser exacto. Esta alteração não se aplica aos jogos, que permanecem inelegíveis para o programa.

A Apple e o Google há muito que são criticados pelos seus sistemas de faturação, com alguns a afirmarem que as percentagens de comissão que cobram são muito altas. Os regulamentos forçaram os dois líderes da plataforma móvel a libertarem a sua estrutura de pagamento em alguns países, e as aplicações de encontros têm, ocasionalmente, recebido um tratamento especial. O Google espera que a faturação por escolha do utilizador seja suficiente para atenuar essas preocupações de forma mais ampla ao longo do tempo.

Fonte: spotify

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui