A tecnologia no ensino: O que mudou e o que nunca mudará

A educação não é a mesma do que era no século passado e há motivos para esperar que ela avance nos próximos anos. Do ponto de vista social, a educação vem se tornando mais acessível. Faculdades, por exemplo, já foram consideradas um espaço apenas para os ricos. Graças a medidas de inclusão social, é possível para pessoas com baixa renda entrarem na faculdade.

A tecnologia também ajudou a mudar vários aspectos da educação. Hoje é possível que aulas, até de nível superior, sejam feitas sem que o professor ou os alunos saiam de casa. É possível notar que há uma resistência contra certas mudanças, pedir um tcc sobre alienação parental 2020 é uma forma antiga de avaliação. Neste artigo vamos discutir o que mudou e o que aparentemente nunca vai mudar.

EAD se mostrando mais importante do que nunca

No ano de 2020, a Organização Mundial da Saúde classificou o problema da COVID-19 como uma pandemia. No Brasil, as aulas de ensino superior, médio e fundamental tiveram que ser suspensas. Se isso acontecesse há alguns anos, o calendário acadêmico de milhões de alunos sairia prejudicado.

Mas graças a internet, nós temos a educação a distância, EAD. Agora, é possível que aulas e até avaliações sejam feitas completamente online. A EAD já existia antes da pandemia, mas passou a ser usada de forma muito mais ampla por causa dela.

As formas tradicionais de avaliação

Cursos, especialmente de nível superior, costumam fazer avaliações tradicionais no final de cada ciclo acadêmico. São os chamados trabalhos de conclusão de curso ou TCC. Um TCC pode ser várias coisas, de uma monografia até um projeto arquitetônico. O problema é que a maioria dos TCCs precisam ser defendidos de forma presencial, a exemplo da monografia.

Não é possível simplesmente entregar um TCC pronto pelo correio e ser avaliado somente por isso. Trata-se de uma forma de avaliação tão tradicional que as faculdades se recusam a substituir ou abrir exceções. Como resultado, o trabalho de conclusão de curso de muita gente ainda não tem data de entrega e por consequência, há pessoas que não sabem ao certo quando vão concluir o curso. Esse apego a tradição e costumes impede que a tecnologia altere certos aspectos da educação.

O surgimento da educação informal

Provavelmente, uma das mudanças mais significativas causadas pela tecnologia na educação foi a quebra do paradigma de que é necessário fazer faculdade para ser uma pessoa bem sucedida. Há cursos e mais cursos disponíveis na internet, pagos ou não, que podem ensinar para pessoas novas profissões, carreiras ou formas de ganhar a vida.

Antes, para aprender uma habilidade, seja um idioma, consertar aparelhos, ou abrir um negócio, era necessário ir até uma instituição de ensino e fazer um curso presencial. Hoje, esses cursos estão disponíveis na internet, é dizer, os cursos vão até você.

Novas disciplinas e novas carreiras

Gerente de tráfego, analista de big data e marqueteiro digital, são apenas alguns dos exemplos de profissões que surgiram nos últimos anos. A tecnologia criou e provavelmente vai continuar a criar novas profissões e carreiras.

Considerações finais

Por mais que a tecnologia tenha trazido coisas incríveis para a área da educação. Há certos limites muito bem estabelecidos. O amor e respeito as tradições impede que a tecnologia mude certas coisas, seja isso na prática algo bom ou ruim.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here