Sony declara que o PS5 vai ter preço elevado por causa de tarifas dos EUA

A Sony Interactive Entertainment revelou para o público sobre o impacto potencial que as tarifas propostas sobre os produtos fabricados na China poderiam ter nos negócios do PlayStation. De acordo com um artigo publicado pelo Wall Street Journal, a Sony disse que provavelmente precisará elevar o preço de seus consoles em resposta às tarifas sobre a China dos Estados Unidos.

A empresa, ao lado da Microsoft e da Nintendo, já alertou o governo dos Estados Unidos de que tal medida será prejudicial para os consumidores, fazendo com que eles paguem mais por consoles do que se pensava anteriormente, ou levando as empresas a mudar a produção em outros lugares.

ps4
ps4

Declarações

“Acreditamos e, portanto, dissemos ao governo dos EUA que as tarifas mais altas acabariam prejudicando a economia dos EUA”, disse o diretor financeiro da empresa, Hiroki Totoki.

Totoki disse que a empresa ainda está para tomar uma decisão definitiva sobre como abordará essas tarifas se seguir adiante, mas está estudando as opções, incluindo os clientes “suportando o ônus” de um aumento no preço, o que pode afetar a liberação do PS5 em 2020

“[As tarifas] não nos afetaram muito, mas devemos nos manter vigilantes sobre o risco potencial”, explica Totoki. Dado que a próxima geração de hardware provavelmente será lançada no valor de £ 400-500 ou mais, um aumento adicional não cairá bem com os consumidores.

Detalhes concretos sobre PS5 e Xbox 2, incluindo a data de lançamento, funcionamento interno e line-up de jogos ainda não foram confirmados. E os rumores sobre ele não são tão confiáveis ao ponto de serem bem conhecidos.

Apenas uma pequena quantidade de especificações foi confirmada, com cada plataforma confirmada para suportar tempos de carregamento mais rápidos, rastreio de raios e compatibilidade total com versões anteriores.

Enfim, agora o que sabemos com certeza, é que a guerra comercial entre a China e os EUA está pressionando vários outros setores. Afinal, a China é um país que tem negócios do mundo inteiro dentro de suas fronteiras. E com certeza, os próprios EUA acabam sendo afetados negativamente.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here