Quer proteger a sua navegação? NordVPN e os seus extras fora do comum

Neste contexto de confinamento e de teletrabalho a que nos vimos forçados na sequência da pandemia COVID-19, tem vindo a aumentar a popularidade das VPNs, ainda que não tenha sido esta a ideia original da tecnologia. Este serviço – a Virtual Private Network – foi criado para ligar redes empresariais de forma segura através da Internet, ou apenas para permitir aos trabalhadores aceder à rede da empresa a partir de casa, protegidos por uma espécie de “escudo” criado à sua volta enquanto navegam.

O que a VPN faz é ligar o nosso PC, smartphone, tablet ou outro qualquer outro device, a um outro computador (servidor) que está algures no globo também ligado à Internet. Em suma, irá navegar na web através desse computador, o que permite aceder a conteúdo que poderá estar bloqueado no seu país de origem.

Neste mercado, destacamos a NordVPN como uma das mais procuradas, apresentando uma boa relação qualidade/preço.

Com uma extensa rede de quase seis mil servidores espalhados por 59 países (em Portugal estão 29), velocidades rápidas (é uma das dez VPNs mais rápidas de sempre, segundo os testes) e uma criptografia de nível militar, a NordVPN ainda apresenta compatibilidade com P2P (faz de servidor e cliente ao mesmo tempo; algo vantajoso quando se recorre a torrents), estando disponível para Windows, Linux e macOS.

Também já deu provas de poder ser usada como extensão de navegador no Firefox ou no Chrome, e pode ser aplicada até seis dispositivos, incluindo a SmarTV e o router de sua casa – em todos conseguirá desbloquear Netflix, BBC iPlayer e os sites de streaming mais populares. Ao tornar-se cliente, na opção de chat ao vivo, tem garantia de uma resposta 24 horas por dia, 7 dias na semana. Se quiser pode testá-la a um preço quase simbólico e ainda obter um reembolso completo após 30 dias se não ficar satisfeito.

Servidores, protocolo e segurança

Se preferir pode escolher manualmente o servidor que pretender, mas essa opção também é feita automaticamente tendo em conta a sua localização geográfica e outros fatores relevantes na busca. Para tal basta clicar em “Quick Connect”.

Outra das vantagens em recorrer a uma VPN é que o seu endereço IP real está oculto para o mundo exterior. O NordVPN suporta o protocolo de código aberto OpenVPN. Contudo, é importante que se sinta confortável em ceder uma vasta quantidade de dados pessoais antes de começar a usá-la e que confie na empresa que o vai proteger, por isso, quando decidi optar por este tipo de serviços de VPN, convém escolher empresas confiança.

Para ajudar a reforçar esse voto de confiança, a NordVPN garante que é política da empresa divulgar qualquer incidente de segurança “que envolva os dados de nossos clientes imediatamente após a reparação da vulnerabilidade” e também assegura que os dados dos clientes jamais serão vendidos a terceiros. A tecnologia “Kill Switch” garante que os dados confidenciais do cliente não serão expostos.

UX e preços

Para quem possa não estar muito habituado à “linguagem” de uma VPN, a NordVPN quer garantir uma boa experiência do utilizador, apresentando gráficos, quer em PC, quer em mobile, simples e acessíveis.

Historicamente, a única desvantagem do NordVPN era o seu preço, que, em 2020, surge bastante mais competitivo – pode ser de 10,65 € mensais ou 3,10€ por mês num plano de três anos.

As opções de pagamento também são bastante diversificadas: PayPal, Bitcoin e outras criptomoedas (via CoinPayments), bem como os serviços AmazonPay, UnionPay e SOFORT Banking.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here