Prime Utopia – A motherboard da Asus com refrigeramento a àgua

A ASUS realizou um evento de imprensa especial em comemoração ao 30º aniversário da empresa, na Computex 2019. Além dos dispositivos de edição limitada, que se destacam do resto dos produtos, está o anúncio da motherboard Prime Utopia.

Para comemorar o legado e o sucesso da empresa na indústria de fabricação de motherboards, a Prime Utopia foi criada como um dos primeiros protótipos para mostrar ao mundo a visão e as aspirações da ASUS para futuras motherboards de desktop topo de gama.

A motherboard foi projetada com uma variedade de recursos e aprimoramentos para liberar todo o potencial dos componentes do sistema High-End Desktop (HEDT) da próxima geração.

A característica mais proeminente não é outra senão o ecrã de toque OLED de 7 polegadas na frente da motherboard, onde os slots PCIe geralmente estão presentes. O monitor pode ser conectado via cabo ou WiFi, o que significa que os usuários podem escolher onde colocá-lo para modificar as configurações e monitorizar o status do sistema.

Agora, de volta aos slots PCIe. Como o slot PCIe da convenção foi usado pelo ecrã de 7 polegadas, foram movidos para a parte de trás da motherboard para melhorar o gerenciamento térmico. O calor gerado a partir das placas gráficas será mantido separado, longe da CPU para desempenho livre de aceleração. Naturalmente, a ASUS não estará a desperdiçar a propriedade na frente da placa para mais unidades M.2.

Falando em melhorar o desempenho térmico, o Prime Utopia também possui um módulo integrado de resfriamento a água que ajuda a dissipar o calor gerado pelos VRMs para um melhor resultado de overclocking. O encabeçamento da ventoinha Hydra Cortex com patente pendente pode ser conectado e controlar até quatro ventiladores individualmente, simplificando o direcionamento de cabos para radiadores de resfriamento a água da CPU. A ASUS está atualmente a trabalhar com fabricantes e parceiros de ventiladores para desenvolver ventiladores compatíveis com o Hydra Cortex.

Por último mas não menos importante, pela primeira vez, estamos perante a existência de uma E / S traseira modular. Os usuários agora podem escolher quais portas e conectividade gostariam de ter no seu sistema, tornando a motherboard como sendo a mais flexível até hoje.

Apesar do sistema de demonstração ASUS ter um showcase 100% funcional, a ASUS ainda não tem planos para este conceito se tornar realidade.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here