Xiaomi SU7 não tem mais segredos: novas cores e um preço pronto para colocar Tesla e Porsche em apuros

A indústria automobilística tem testemunhado uma verdadeira revolução com a crescente popularidade dos veículos elétricos. Neste contexto, a Xiaomi, conhecida gigante tecnológica chinesa, decidiu entrar na corrida e apresentou o seu primeiro carro elétrico: o Xiaomi SU7.

Lei Jun, CEO da empresa, revelou o modelo numa apresentação que contou com a presença de importantes figuras do setor automotivo chinês. A notícia surge num momento em que a Apple, uma das suas concorrentes no universo tecnológico, decidiu abandonar o desenvolvimento do seu próprio veículo elétrico.

O Xiaomi SU7 não é apenas mais um carro elétrico no mercado. Ele se destaca por uma série de características que prometem colocá-lo na linha da frente da inovação. Disponível em nove cores vibrantes, que vão do clássico branco e preto a tonalidades mais ousadas como laranja, o SU7 foi desenhado para captar atenções. Mas não é só a estética que chama a atenção: a carrinha de cinco lugares vem equipada com faróis LED adaptativos e pneus que podem chegar até 21 polegadas.

A performance é outro ponto alto do SU7, com duas versões de motor: uma de 295 CV e outra impressionante de 664 CV. A velocidade máxima anunciada é de 265 km/h, e a aceleração de 0 a 100 km/h pode ser feita em apenas 2,78 segundos, números que o colocam em competição direta com modelos da Tesla e Porsche.

Quanto à autonomia, o SU7 promete não deixar ninguém na mão. A versão padrão oferece até 700 quilómetros de autonomia, enquanto a versão Max estende esse alcance para 810 quilómetros, graças a uma bateria de 101 kWh. Além disso, o sistema de carga rápida permite recuperar 350 quilómetros de autonomia com apenas 15 minutos de carga.

 

No interior, o SU7 é um verdadeiro centro de entretenimento e conectividade. Uma tela central de 16,1 polegadas com resolução 3K, um sistema Head-Up de 56 polegadas e a possibilidade de sincronizar dispositivos Xiaomi através do HyperOS são apenas algumas das funcionalidades que prometem uma experiência de condução única. A condução autónoma também não foi esquecida, com o sistema Xiaomi Pilot a prometer uma assistência avançada ao condutor.

A Xiaomi fez questão de testar exaustivamente o SU7, percorrendo mais de 4,5 milhões de quilómetros em testes e submetendo o veículo a 40 testes de segurança. O uso de componentes de fabricantes renomados como Bosch e Continental é uma garantia adicional de qualidade e confiabilidade.

O preço do SU7 é outro ponto de atração. Na China, o modelo base começa nos 215.900 yuanes, o que equivale a cerca de 27.670 euros. Existem ainda as versões Pro e Max, com preços que refletem as suas especificações superiores e autonomia estendida.

A estratégia de oferecer um veículo com uma estética apelativa, performance de alto nível e um sistema de entretenimento e conectividade integrado reflete a expertise da Xiaomi no setor tecnológico. A inclusão de um sistema de condução autónoma é um passo importante para o futuro da mobilidade e coloca o SU7 na vanguarda da inovação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui