Mozilla e Yahoo terminam parceria e iniciam luta judicial

A Mozilla e Yahoo deram por terminada a parceria que as unia desde 2014 e cujo âmbito era o de designar o Yahoo como mecanismo de busca padrão do browser Firefox. O fim da parceria não foi pacífico e agora as empresas vão lutar em tribunal.

Em novembro passado, a Mozilla alterou o mecanismo de pesquisa padrão do Firefox para o da Google. A Oath, grupo criado pela Verizon que engloba a Yahoo e a Aol, avançou com uma queixa contra a fundação Mozilla, a responsável pelo browser. No processo a alegação defende que a parceria foi indevidamente encerrada.

Veja também...

A Mozilla contra ataca afirmando que a violação do acordo é atribuída à Oath. Quando o contrato entre as duas empresas foi assinado em 2014, foi acertado que a Mozilla poderia encerrar o acordo por uma série de fatores. Está ainda prevista a continuidade do pagamento de 375 milhões de dólares pelo Yahoo à Mozilla até 2019, mesmo não sendo o motor de busca padrão do browser.

Do lado da Verizon as coisas parecem não estar certas, já que segundo o Recode, a Mozilla previu alteração na gestão do Yahoo, tal como veio a acontecer, e inseriu na parceria cláusula que une as duas empresas mesmo sem a funcionalidade no browser.

Veja também...

Deixe o seu comentário