Microsoft vai adiar regresso presencial ao trabalho

Os CEOs da Microsoft e do LinkedIn, Satya Nadella e Ryan Roslansky, anunciaram que vão adiar o regresso aos seus escritórios por tempo indefinido, depois de terem publicado no seu blog um artigo sobre um novo “paradigma” de trabalho híbrido.

O regresso estava marcado para o dia 4 de outubro, mas devido ao clima de incertezas vivido devido à pandemia provocada pelo Covid 19, sobretudo pelo alastrar da variante Delta, os colaboradores da Microsoft continuam em teletrabalho sem uma data definida para voltarem. A tecnológica avisou que todos os seus colaboradores vão receber o aviso de regresso à modalidade presencial com 30 dias de antecedência.

Jared Spataro, vice-presidente da empresa, referiu em comunicado que “dada a incerteza com a Covid-19, decidimos não tentar avançar com uma nova data para reabrir completamente as nossas instalações nos EUA”.

blank

Por forma a melhorar a experiência do trabalho, a Microsoft anunciou que ferramentas como o Microsoft Teams, Microsoft Viva e LinkedIn vão passar a ser cada vez mais utilizadas. Com o modelo de trabalho híbrido e flexível, a empresa acredita que contribuirá para uma maior felicidade dos colaboradores.

Ao longos destes 18 meses em que vigorou o teletrabalho, vários foram os colaboradores que se adaptaram a este modelo e que se tivessem a decisão, escolheriam-nos como definitivo, mas a verdade é que ainda há diversos desafios que têm de ser ultrapassados. No caso dos trabalhadores da Microsoft, um estudo apresentado pelo Work Trend Index revela que cerca de 90% dos seus colaboradores dizem-se satisfeitos com este o modelo de trabalho e dizem sentirem-se agradados com a cultura da empresa.

Segundo a mesma fonte, cerca de 25 mil novos colaboradores integraram a equipa e nunca foram aos escritórios da empresa. A maioria deles nunca estiveram em contacto com os colegas.

De acordo com Paula Fernandes, Diretora da Unidade de Negócio de Produtividade & Colaboração da Microsoft Portugal, “estes últimos dados revelam-nos que embora o trabalho híbrido seja complexo, devemos abraçar a flexibilidade, os diferentes estilos de trabalho e uma cultura de confiança para sermos bem-sucedidos”.

Fonte: The Register

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here