Microsoft Store dá oportunidade a outras lojas de apps no Windows 11

A nova loja do Windows 11, que estava em fase beta, já está disponível na versão final para quem estiver registado no programa Windows Insider. A partir de agora, a nova loja vai ter público presente para ter acesso às aplicações.

Com o Windows 11 a Microsoft quis dar uma nova vida à app store. Assim apostou num novo design e várias alterações no funcionamento. Para além disso vai ser o ponto de convergência para todas as aplicações, algo que não acontecia até ao Windows 10.

A Microsoft Store tem agora um design que se integra no estilo do Windows 11, com um desempenho melhorado. Outra novidade de monta é a integração com as lojas da Epic Games e da Amazon. As apps da Amazon e Epic Games serão apresentadas na loja da Microsoft com o aspeto atualizado para a versão Windows 11, antes de ficarem disponíveis na versão Windows 10. Há também browsers a serem disponibilizados na loja da Microsoft. Assim, teremos o Opera, Firefox e o Chrome.

blank

O cenário ideal seria dispensar o download de dezenas de lojas virtuais mas não deixa de ser um avanço significativo ter tudo acessível de forma mais simples.

As aplicações também já não vão ter de utilizar o sistema de atualizações da Microsoft, mas vão poder utilizar os seus próprios sistemas, o que tornará a loja da Microsoft mais apelativa para terceiros. Tanto a App Store como a Google Play Store adotam uma política de partilha de receitas que exige que o desenvolvedor ceda à loja até 30% dos lucros obtidos com apps distribuídas nessas plataformas. Na Microsoft Store essa situação não se verifica, contudo, trata-se de uma exceção que não se aplica a jogos.

O Windows 11 chega no dia 5 de outubro e a Microsoft está a encorajar os programadores a submeterem as suas apps antes de terça-feira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here