Galaxy Note 9 enfrenta rigoroso teste de durabilidade

23 de Agosto de 2018
4 Partilhas 529 Visualizações
2 Comentários

O Galaxy Note 9 foi lançado este mês, mais precisamente no dia 9. O novo top de linha da Samsung traz o que a empresa pode oferecer de melhor em 2018, incluindo um hardware de ponta, S Pen aprimorada e câmeras competentes, embora o conjunto de lentes seja bem semelhante a do Galaxy S9+.

Mas será que o aparelho é durável? Zack Nelson, do canal no Youtube “Jerry Rig Everything”, resolveu por a prova a resistência do novo flagship da Samsung. No teste de durabilidade, ele riscou a tela com vários instrumentos, tentou entortar o dispositivo e até mesmo botou fogo na tela.

O vídeo começa com Nelson analisando a proteção Gorilla Glass 5 presente no display do Galaxy Note 9. O teste de arranhões com 9 tipos de materiais, que vai desde plástico a safira, revela que a tela passa a ter arranhões apenas acima do nível 6. Portanto, Nelson conclui que chaves nos bolsos e lâminas mais simples não devem causar danos a tela do aparelho.

No próximo teste, o Youtuber passa o estilete nas laterais do Galaxy Note 9, e o material adotado pela Samsung se mantém intacto, embora perca muita pintura, o que já era de se esperar. Curiosamente, Nelson descobre que os botões são removíveis, mas que podem ser encaixados novamente sem comprometer seu funcionamento.

No entanto, a crítica do analista se deve ao fato de que pessoas mal intencionadas podem roubar estas pequenas peças, fazendo com que o smartphone se torne inoperante, afinal, sem o botão de energia ou da Bixby, não há como utilizá-los.

A resistência do vidro da câmera traseira dupla é testada usando um estilete, mas felizmente, não ouve nenhum riscos. Por outro lado, o leitor de digitais ficou completamente arranhado após ser submetido a ferramenta, mostrando mais fragilidade, embora isto não tenha comprometido a velocidade e precisão do sensor.

A tela volta a ser testada quando Nelson acende um isqueiro e coloca fogo no dispositivo. Segundo ele, o Galaxy Note 9 aguenta “impressionantes 15 segundos”, com a tela ficando branca mas voltando ao normal em poucos tempo quando a chama é retirada.

O último teste é o de integridade. Ao tentar dobrar o smartphone, o Galaxy Note 9 se manteve intacto e não apresentou nenhuma curvatura, deixando bem claro sua resistência. A nova S Pen também passou pelo mesmo procedimento, mas ao contrário do Note 9, a caneta feita de plástico é mais frágil e quebrou após ser submetida a pressão.

No final, o analista concluiu que a única falha são os botões que podem ser removidos, mas em geral, o novo top de linha da Samsung é bem resistente.

Fonte: JerryRigEverything

Artigos interessantes

Primeiro Doodle com Inteligência Artificial (IA)
Google
13 Visualizações
Google
13 Visualizações

Primeiro Doodle com Inteligência Artificial (IA)

Sandra Pacheco - 22 de Março de 2019

Hoje, dia 21 de Março celebra-se a vida e obra de Johann Sebastian Bach mas também um grande passo para…

RAZER anuncia colaboração em jogos móveis com Tencent
Gaming
18 Visualizações
Gaming
18 Visualizações

RAZER anuncia colaboração em jogos móveis com Tencent

Bruno Peralta - 22 de Março de 2019

A Razer anunciou hoje a colaboração com a Tencent Holdings Limited (“Tencent”), um fornecedor líder de serviços de Internet de…

Robôs guias nos Jogos Olímpicos de 2020
Tecnologia
7 Partilhas35 Visualizações
Tecnologia
7 Partilhas35 Visualizações

Robôs guias nos Jogos Olímpicos de 2020

Sandra Pacheco - 21 de Março de 2019

Como é de conhecimento público, os jogos olímpicos de 2020 serão realizados em Tóquio. E como também se sabe, o…

2 Comentários

  1. Minha nossa o meu com menos de 1 metro de queda trincou a tela, então algo de errado não está certo nesses testes

    Responder
    • Caro(a) Perseu,

      A situação que descreve é bastante comum, infelizmente, no mundo dos telemóveis, principalmente smartphones. Os testes não estão errados, mas por vezes os telemóveis caem nas situações mais estranhas ou piores formas possíveis. Se o telemóvel cair de lado com uma das pontas do ecrã é quase “morte” certa do “vidro” do ecrã, por exemplo. Se foi esse o caso, é comum e ultrapassa qualquer teste. Se abaixo de 50 cm é que poderá não acontecer nada ao equipamento.

      Obrigado pelo seu comentário. Continue a acompanhar-nos!
      Tiago Teodoro

      Responder

Comente

O seu email não será publico