Análise ao Alcatel 5V: um excelente relação qualidade-preço

25 de Dezembro de 2018
6 Partilhas 189 Visualizações
3 Comentários

Atualmente, presenciamos um aumento da procura de equipamentos/smartphones baratos com uma qualidade semelhante a um premium. A categoria preço-qualidade tem sido um dos principais itens a ter em conta na hora da compra de qualquer equipamento, especialmente de smartphones.

Alcatel, a marca chinesa pertencente ao grupo TCL Corporation, tem vindo a lançar cada vez mais equipamentos baratos de qualidade, o que prestigia o nome da marca.

Design do equipamento

Quando falamos do design do equipamento, falamos de uma das suas maiores vantagens, a ergonomia e portabilidade. O revestimento estrutural do equipamento — a plástico — faz com que o seu peso seja menor que outros aparelhos (muito mais leve). A frente do aparelho segue uma moda iniciada pela Apple. O emblemático notch foi implementado no Alcatel 5V. Com um ecrã biselado, o aparelho apresenta um design mais arredondado conferindo a ergonomia característica.

O facto, é que o revestimento metálico inegavelmente favorece quer na qualidade de construção, durabilidade, bem como, na beleza do smartphone. Sendo um equipamento com um custo reduzido, a opção pelo plástico polido (parece vidro) levou a melhor e equipa o Alcatel 5V.

A lateral direita apresenta botões texturizados, o que confere um maior feedback por parte do aparelho quando pressionados. Infelizmente, com a redução de custos, o aparelho incorpora a “ultrapassada” entrada micro-USB, bem como, uma entrada de 3.5mm jack.

Hardware e desempenho do Alcatel 5V

Ecrã

Se falamos de design, temos de falar do que se encontra dentro deste equipamento. Começando pelo ecrã de 6,2 polegadas, onde se denota a qualidade de construção do equipamento, bem como, o conhecido por parte da TCL de ecrãs LCD. Contudo, apesar dos fortes contrastes e das cores vivas, a resolução para um telemóvel deste tipo fica um pouco à quem do esperado, com uma resolução HD+ 1500 x 720 ppx.

Não exagerando, a Alcatel é a primeira marca a oferecer uma gama completa de equipamentos equipada com ecrãs 18:9, e, no Alcatel 5V, maximiza esta experiência ao apresentar um ecrã infinito 19:9 notch FullView.

Desempenho

O smartphone vem equipado com um processador (CPU) Mediatek 2.0 GHz, Octa-core, Cortex-A53, bem como um processador gráfico (GPU) PowerVR GE8320 da Imagination Technologies — empresa britânica de desenvolvimento de microprocessadores. Em acréscimo, vemos os tradicionais 3 GB de memória RAM e 32 GB de memória ROM que permitem “alguma” fluidez ao dispositivo e capacidade de armazenamento, respetivamente.

A utilizar todas estas potencialidades, o Android 8.1 Oreo, uma escolha adequada por parte da Alcatel. Contudo, para além da capacidade de memória interna do equipamento, é possível adicionar até 128 GB com um cartão microSD.

Se falarmos de comparação, podemos comparar este Mediatek Helio P22, frequência 2.0 GHz com um Snapdragon 625, com uma diferença, o processador da Mediatek melhorou substancialmente o seu consumo enérgico em comparação com a Qualcomm.

Câmara do equipamento

A escolha das câmaras pela Alcatel visou a procura por um melhor momento na hora de tirar uma fotografia ou selfie. Optaram por um sensor duplo na traseira do equipamento de 12 Mpx e 2 Mpx, com aberturas, respetivamente de f / 2.2 e 2.4. Contudo, a câmara secundário apenas é utilizada para operar com maior fiabilidade o modo retrato. Através de técnicas de interpolação o conjunto de duas câmaras pode atingir os 16 Mpx. Por sua medida, a câmara frontal tem 8 Mpx que engloba o desbloqueio facial, modo de segurança popular, atualmente.

Como se não fosse suficiente, a marca chinesa optou por seguir as passadas dos seus concorrentes e incluir inteligência artificial no seu equipamento de baixo-custo. Neste caso, o modo fotográfico recorre a algoritmos para adequar determinado tipo de foto a cenas diferentes.

Bateria do equipamento

Algo impressionante no Alcatel 5V é a sua bateria, de uns módicos 4000 mAh, um número que não é de todo pouco para um equipamento desta categoria. Ainda para mais, quando vemos equipamentos de topo de linha com bateria inferiores a este equipamento.

Através de alguns testes e informações disponibilizadas, podemos concluir que face ao processador Mediatek e bateria de 4000 mAh, o smartphone conseguira uma autonomia de um dia, de uso ocasional. Em uso intensivo, com cerca de 5 horas de uso, o equipamento apresenta uma autonomia de 12 horas. Se for mais “poupadinho”, a autonomia do equipamento poderá estender-se até dois dias.

Pontos interessantes

Tendo em consideração o preço de 229€ pelo equipamento, o facto de ser um equipamento com leitor biométrico de impressões digitais, reconhecimento facial e tecnologia NFC — que tem vindo a ser excluído de grande parte dos smartphones pelo seu custo. A autonomia do Alcatel 5V, bem como, a sua ergonomia são pontos bastante fortes para quem procura o smartphone versátil para o uso do dia-a-dia.

Tenha em atenção que, pequenos/médios jogos são suportados pelo equipamento sem qualquer problema. Jogos mais elevados colocaram o telemóvel numa situação mais complicada após algumas “horas de jogo”. Os 3 GB de RAM permitem que navegue sem grandes problemas nas suas redes sociais.

Conclusão

Alcatel 5V apresenta-se como uma opção candidata a equipamento de pequeno-médio qualidade, como um dispositivo de preço-qualidade. Contudo, na nossa opinião, esse mesmo preço extravasa, em parte aquilo que se espera deste equipamento, ou seja, um preço demasiado inflacionado para o tipo de telemóvel que se verifica.

Com um sistema android atualizado, poderá instalar quase tudo o que de novo é disponibilizado na AppStore/PlayStore do Google. Face ao seu preço, o processador que o equipa beneficia de uma frequência razoável o que proporciona verdadeiros momentos de jogabilidade ou vídeo no equipamento. Conjugado com os 3 GB de RAM, se não for um jogador assíduo, mas prefere redes sociais, este equipamento não fica aquém do esperado.

O principal ponto fraco neste equipamento é certamente a resolução do ecrã, que apesar de ser compensada (em parte) pela variedade e grandiosidade de cores oferecidas, ficam um pouco aquém do mercado.

Artigos interessantes

O reconhecimento facial por trás do “Desafio dos 10 anos”
Internet
6 Partilhas47 Visualizações
Internet
6 Partilhas47 Visualizações

O reconhecimento facial por trás do “Desafio dos 10 anos”

João Pedro Souza - 19 de Janeiro de 2019

Durante a semana, o “10 years challenge” ou em tradução livre “desafio dos 10 anos” se iniciou no Facebook e…

Nova imagem do Galaxy S10 divulgada por Evan Blass/@evleaks
Destaques
43 Visualizações
Destaques
43 Visualizações

Nova imagem do Galaxy S10 divulgada por Evan Blass/@evleaks

Bruno Peralta - 19 de Janeiro de 2019

Certamente que se segue tecnologia móvel, há leaks mais credíveis que outros, já que quem divulga tem um passado com…

Robô para indústrias automóvel e aeroespacial vai ser testado no Porto
Gadgets
8 Partilhas42 Visualizações
Gadgets
8 Partilhas42 Visualizações

Robô para indústrias automóvel e aeroespacial vai ser testado no Porto

Daniela Azevedo - 19 de Janeiro de 2019

Chama-se ColRobot e vai ser apresentado e testado na próxima terça-feira, dia 22 de janeiro, às 10h30, no Porto. Trata-se…

3 Comentários

  1. A Alcatel não lançou esse 5V no Brasil. Uma pena, porque provavelmente teria um bom custo. Dessa safra de modelos que ela anunciou em 2018, o mais avançado que foi lançado por aqui foi o Alcatel 5, que recebeu o nome de TCL T7.

    Responder
    • Saudações Rodrigo! Desde já agradecemos o seu comentário. Nem sempre conseguimos adquirir certos equipamentos nos nossos países. Por essa mesma razão, pode sempre efetuar um compra onli

      Responder

Comente

O seu email não será publico