Whatasapp limita o encaminhamento de mensagens para evitar desinformação

Uma nova atualização do Whatsapp, rede social que também pertence ao Facebook, disponível mundo afora desde ontem (21) e visa diminuir a propagação de fake news e desinformação. O update consiste em limitar para 5 o número de vezes que o usuário pode encaminhar mensagens para seus contatos na rede.

Anteriormente, o usuário podia encaminhar até 20 vezes sua mensagem para outras pessoas ou grupos. Apesar da diferença, com a redução para 5, ainda pode-se distribuir as mensagens para grupos de até 256 pessoas, o que torna essa medida ainda não tão tangível para evitar de fato a disseminação de fake news.

WhatsApp

A limitação vem como medida para combater a distribuição de textos e imagens falsas após tantas denúncias em vários países, como o Brasil, cujas eleições presidenciais de outubro de 2018 foram marcadas por alegações de ambos candidatos de usarem o aplicativo para espalhar falsidades relacionadas aos seus oponentes.

Em julho de 2018, essa atualização foi iniciada para os usuários do Whatsapp da Índia após a constatação de  que uma série de ataques e assassinatos se desencadearem pela disseminação de informações falsas sobre sequestros de crianças pela plataforma.

Combater a fake news e a desinformação é um desafio grande para o Whatsapp, assim como para as outras redes sociais, como o Facebook que também se tornou um grande veiculo de comunicação.

No Whatsapp, a criptografia de ponta-a-ponta, considerado essencial em países cuja a vigilância do governo é extrema,  limita a intervenção dos desenvolvedores sobre o que é feito online. Já no Facebook a linha tênue entre privacidade e responsabilidade faz as ações para evitar esse problema mais difícil, restringindo toda ação a incentivar o usuário a verificar as fontes de notícias e denunciar caso seja localizado.

Enquanto uma forma de evitar fack news ainda não foi encontrada as atualizações são lançadas, dessa vez primeiramente aos usuários do Android e em breve para iOS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here