Twitter patenteia… Twitter!

twitterfDepois de cinco anos à espera do resultado do pedido de patente, o Twitter conseguiu finalmente registar-se a si próprio. A patente descreve um sistema para “comunicação ponto a multiponto independente de aparelhos” que é basicamente o teor do serviço: um site de microblogging em que cada publicação tem um limite de 140 caracteres.

A patente foi atribuída aos co-fundadores Jack Dorsey e Christopher Isaac Stone. “O sistema está configurado para receber uma mensagem endereçada a um ou mais destinatários. O sistema aplica regras à mensagem com base na informação do destinatário para determinar os pontos de chegada, sendo estes, por exemplo, Short Message Service (SMS), Instant Messaging (IM), email, página web, or uma função Application Program Interface (API)”, descreve o texto.

Uma patente é uma concessão pública, conferida pelo Estado, que garante ao seu titular a exclusividade para explorar comercialmente a sua criação. O que significa que se outros fizerem uso dos princípios básicos dessa invenção estarão em clara infração da lei.

Existem, de facto, alguns serviços semelhantes ao Twitter mas a rede de microblogging já se comprometeu publicamente no passado a usar patentes de forma “defensiva”, tendo introduzido um “Acordo de Patentes Inovador” onde se compromete consultar os seus funcionários antes de o processar.

Só o tempo dirá se o Twitter vai adotar uma postura mais pacífica ou se, por outro lado, vai “copiar” o modelo agrassivo de “guerra de patentes” seguido pela Apple.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here