Terá a Oracle denunciado o último escândalo da Google?

Recorda-se da história, segundo a qual a Google estaria envolvida na recolha, ilegal, de dados de utilizadores de Android, nomeadamente a sua localização mesmo que essa opção estivesse desactivada? Pois bem. Começa a ganhar força a hipótese de a informação ter sido entregue à comunicação social por parte da Oracle, empresa com quem a Google tem travado batalhas judiciais nos últimos anos.

Segundo a CNN, o portal Quartz foi o primeiro a revelar a prática ilegal da Google, sendo que a página Recode está a revelar que essa filtração foi feita pela empresa especialista na gestão de bases de dados, apostada que está numa guerra sem quartel para desvalorizar a imagem da Google. Ambas travam, há quase 10 anos, uma batalha nos tribunais e, depois de um conjunto de avanços e recuos, de decisões e recursos, a Oracle voltou no último ano à justiça. E reincidiu no alvo da acusação: a produtora de bases de dados exige à Google 9,3 mil milhões de dólares (mais de 8,2 mil milhões de euros) de compensação por violação da propriedade intelectual da tecnologia Java.

A Oracle considera que o Android, que impulsionou a Google ao topo dos sistemas operativos de telemóveis, está a violar os direitos de autor ao integrar 37 pacotes de API (interface de programação de aplicações) que são usadas no Java.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here