Projeto Google Ara, será que é desta?

ara-video

O tão aguardado projeto Google Ara, que já se encontra em desenvolvimento desde 2014 está, aparentemente, a ganhar corpo para começar a sua fase de teste de funcionalidades.

Este projeto tornou-se uma incógnita desde a conferência dos developers do projeto em abril de 2014 em Santa Clara. De acordo com a Wired, o chefe do projeto Paul Eremenko afirmou, na altura, que o projeto se encontrava prestes a iniciar a sua última fase de desenvolvimento. Como tal, não hesitou em mencionar questões e problemas que o equipamento já apresentava e que não o permitiam ultrapassar essa barreira para que passasse a próxima fase.

Muito se passou desde essa data, tendo o projeto caído em esquecimento para os seus futuros utilizadores, que aguardavam inquietantemente o seu lançamento. Este esquecimento deveu-se, em grande parte, à falta de informação acerca do produto e também ao desapontamento gerado pelo tempo de espera para o seu lançamento. Contudo, apesar do descontentamento dos utilizadores, os programadores deste projeto continuaram a trabalhar e, até à data, conseguiram completar muitos dos módulos do Projeto Ara que ainda não tinham sido completados.

Em suma, o projeto encontra-se em andamento e não será necessário desistir da ideia de se poder “montar” o próprio hardware do smartphone. O projeto continua a ser open-source e cada resultado físico (ou módulo) resulta da partilha da informação e da entreajuda dos developers. É possível juntar-se ao projeto através do site do próprio produto (http://www.projectara.com/).

O facto de ser um equipamento que não tem definição, torna as possibilidades e as combinações infindáveis. A possibilidade de criar um telemóvel único e que satisfaça as necessidades pessoais e especificas de cada um, irá certamente revolucionar o mercado e a forma como os smartphones são encarados hoje em dia.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here