“Perfil Sombra”: o principal problema na defesa do Facebook

No depoimento perante o Congresso americano desta semana, Mark Zuckerberg tentou defender a sua plataforma das acusações em relação à forma como a mesma trata os dados dos utilizadores. Ao longo de dois dias de questões, Zuckerberg tentou colocar o foco da discussão nos controlos de privacidade que os utilizadores possuem à sua disposição e a sua posse de toda a informação que decidem partilhar.

De facto, os utilizadores é que escolhem partilhar as coisas que colocam no Facebook. Existem opções para controlar quem pode aceder a essa informação (aqui no MaisTecnologia temos um artigo apenas dedicado à privacidade no Facebook). Caso o utilizador decida apagar a sua conta, a informação da mesma será eliminada dos servidores do Facebook ao fim de 90 dias. Todas estas afirmações do CEO do Facebook são verdadeiras e demonstráveis.

Porém, não contam a história toda. Foi um Republicano chamado Ben Luján que acabou por levantar uma das questões que Zuckerberg tentou evitar, designadamente, a questão dos “perfis sombra”. O que é um “perfil sombra”? Um termo que designa a recolha de informação que o Facebook faz de pessoas que não são utilizadoras da plataforma e que, portanto, não aceitaram quaisquer termos que autorizem o Facebook a recolher e armazenar informação.

“Já foi admitido que vocês coleccionam informação a não-utilizadores. Assim sendo, a minha questão é: pode alguém que não tenha uma conta no Facebook optar por sair da recolhe involuntária de informação do Facebook?”, perguntou o Republicano.

Existe aqui uma lacuna na narrativa de Zuckerberg. É que o Facebook já admitiu que recolhe informação de pessoas que não estão na plataforma. Mesmo sem partilhar voluntariamente informação no Facebook, a companhia pode recolher informação sobre uma determinada pessoa a partir de listas de contactos de amigos, de fotografias ou de outras possíveis fontes. Este facto abre um universo de questões sobre as políticas do Facebook em relação ao consentimento. Mesmo que um utilizador elimine o seu perfil de Facebook, não permanecerá nos servidores do Facebook um perfil sombra? Que formas tem os cidadãos de saber que informação é que as empresas digitais recolhem sobre si sem o consentimento das mesmas?

Uma das aplicações imediatas desta base de dados de “perfis sombra” refere-se “às pessoas que podes conhecer”. Quando alguém cria uma conta sem nunca ter estado no Facebook, irá verificar que muito provavelmente o Facebook fez de imediato sugestões certeiras em relação a amigos que já possuem conta na plataforma. Isto é um dos indicadores que informação sobre um não-utilizador fora recolhida e analisada.

Fonte: The Verge

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here