Google pode estar a preparar o lançamento de diversos smartphones Nexus

A gigante dos motores de busca pode alterar em 2012 o lançamento da linha Nexus, os smartphones que são conhecidos por serem «pura Google». Prevê-se ainda que a venda seja feita diretamente aos consumidores através da Play Store.

A empresa norte-americana lançou o primeiro Google Nexus em 2010 em parceria com a HTC. Desde então lançou mais dois telemóveis nos dois anos seguintes e os dois fabricados pela Samsung. Mas tudo parece estar para mudar segundo uma reportagem do Wall Street Journal. A Google estará a preparar o lançamento simultâneo de cinco smartphones da linha Nexus em parceria com cinco fabricantes diferentes. HTC, Samsung, LG, Sony e Motorola deverão ser as marcas responsáveis por cada uma dos modelos a ser comercializado. As informações do WSJ revelam ainda que todos os telemóveis chegarão ao mercado com a versão 5.0 do Android de origem.

Os cinco smartphones lançados estariam completamente desbloqueados de qualquer operadora de telecomunicações e sem nenhuma personalização das empresas parceiras na construção dos dispositivos. A acontecer, o lançamento será feito nos principais mercados mundiais, a começar pelo norte-americano e perto do dia de Ação de Graças (22 de novembro’12) tendo em vista a Black Friday. As novidades podem ser reveladas durante a conferência de desenvolvedores Google I/O em junho.

Ao aproximar-se das principais marcas ao mesmo tempo, isto quer dizer que todas terão disponível em tempo igual as versões mais recentes do sistema operativo móvel Android. Esta estratégia pode ainda refletir-se na quantidade de atualizações que um dispositivo poderia «aguentar», à semelhança do que acontece na Apple onde mesmo os aparelhos mais antigos são capazes de receber as atualizações mais recentes.

Mais opções de escolha e menos dependência de terceiros – resumindo seriam estas as principais vantagens para os consumidores. E numa altura que tanto se fala na demora das fabricantes em disponibilizar as versões mais atuais do Android, receber o apoio diretamente da Google significaria menos tempos de espera e maior quantidade de updates assegurados. Ainda não foi revelada nenhuma informação sobre o tipo de smartphones que serão vendidos,  se serão todos topo de gama, de diferentes gamas ou se até alguns terão com teclado físico – existe ainda a possibilidade de um dos dispositivos apresentados ser o Nexus Tablet.  Até ao momento a Google não comentou nenhuma das informações.

A alteração da estratégia da Google é vista pela imprensa especializada como uma melhor tática comercial, e também como uma maneira de acalmar as diferentes marcas parceiras do SO Android. Depois da compra da Motorola pela Google, muitas fabricantes ficaram de pé atrás relativamente à mãe do robô verde pois temiam que esta se virasse preferencialmente para a Motorola, abandonando de certa maneira todos as outras marcas parceiras. A Google sempre desmentiu essa visão e disse que ia continuar a trabalhar de forma igual com todas as fabricantes do Android.

Esta mudança na estratégia de lançamento de dispositivos e de comercialização é ainda vista por alguns especialistas como uma resposta antecipada ao lançamento de sistemas operativos móveis completamente modificados mas baseados no Android. Amazon e Facebook são algumas das empresas que têm condições para lançar um telemóvel de marca própria baseado no SO do robô verde mas completamente modificado – como acontece com o Kindle Fire. Ao disponibilizar diferentes smartphones com a melhor versão do Android, a Google pensa conseguir ganhar esta batalha mesmo antes de ela acontecer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here