Bitcoin volta a desvalorizar depois de ciberataque na Coreia do Sul

Red Magic 5G

A Coinrail, um dos principais centros de câmbios de criptocurrências na Coreia do Sul, foi alvo de um ciberataque durante o fim-de-semana. Este ataque voltou a colocar em cima da mesa a questão de falta de segurança no mundo das criptocurrências e a falta de corpos de regulação. O mercado já reagiu e o valor do bitcoin caiu a pique.

Numa declaração no seu website colocada na segunda feira (citada pela Reuters), a Coinrail afirmou que o seu sistema foi alvo de uma “cyber intrusão” no domingo, que causou uma perda de cerca de 30% das moedas do centro. A Coinral não quantificou o valor que foi perdido, mas segundo um jornal local (Yonhap news) estima-se que o valor das perdas pode chegar aos $37.28 milhões de dólares.

O mercado já reagiu

A partir dos valores do Bitstamp (do Luxemburgo), o bitcoin BTC = BTSP estava a ser negociado na segunda-feira a $6.790.88, o que representa uma queda de 10.8% em relação a sexta-feira. O Bitcoin (assim como as outras principais criptomoedas) tem visto o seu valor oscilar violentamente no último ano. Por exemplo, o valor a que estava a ser negociado na segunda-feira, representa uma queda de 65% em relação ao valor a que estava a ser negociado em Dezembro de 2017 (quando atingiu o máximo histórico).

A conversa sobre a necessidade de regulações volta a estar em cima da mesa após este novo hack. Recorde-se que no início deste ano a japonesa Coincheck sofreu um ataque histórico em que o roubo atingiu mais do que meio bilião de dólares em moedas digitais. Após esse ataque, o Japão acabou por avançar com um corpo regulatório para criptomoedas que continua a ser o mais rigoroso do mundo. Porém, a nivel transnacional continuam a não existir regulações, assim como em muitos países onde a venda e troca de criptomoedas se faz complemente à parte de qualquer legislação.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here