Apple suspende fábrica indiana de iPhones

Depois da realização de uma auditoria, a Apple concluiu que as áreas de refeição e dormitório da fábrica da Foxconn situada no sul da Índia, não cumprem os requisitos de higiene e segurança que lhe foram impostos, pelo que optou pela suspensão das atividades da mesma.

Esta suspensão surge na sequência de um surto de intoxicações alimentares que afetou cerca de 250 trabalhadores da fábrica. Desses, 150 acabaram mesmo por ir parar ao hospital. A Foxconn reagiu com um comunicado, lamentando o sucedido e garantindo que iria tomar todas as medidas necessárias para garantir a segurança dos trabalhadores e evitar que situações deste tipo se voltem a suceder.

Na sequência deste incidente, a Apple levou a cabo uma auditoria, através da qual concluiu que as instalações da fábrica não reuniam as condições de higiene necessárias para garantir a segurança dos seus trabalhadores, tendo, por isso, ordenado a suspensão da mesma.

blank

Já no passado a fábrica havia sido alvo de uma suspensão, que se traduziu na interrupção de todas as encomendas à fábrica até que as condições de segurança e higiene exigidas fossem devidamente implementadas.

A fábrica conta com a colaboração de cerca de 17 mil trabalhadores, estando desde do dia 18 de Dezembro de 2021 com todas as suas atividades suspensas. Já não é a primeira vez que a fábrica se revela problemática, mas desta vez a situação levou mesmo à intervenção dos governantes da região, que pediram à Foxconn uma revisão de todas as suas condições de trabalho de modo a que a mesma possa voltar a operar o mais rapidamente possível.

Também a Apple afirma estar a auxiliar a fábrica na resolução deste problema, de modo a agilizar e acelerar todo o processo de implementação de medidas de higiene que possam garantir um ambiente de trabalho totalmente seguro para todos os trabalhadores da fábrica indiana.

Fonte: Techcrunch

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here