Análise Xiaomi Mi Band 3: Review em português da nova smartband da Xiaomi

22 de Agosto de 2018
7 Partilhas 217 Visualizações
19 Comentários

A Xiaomi é uma das grandes fabricantes mundiais do momento, obtendo um grande crescimento no mercado e já está colocada no quarto lugar do ranking mundial de smartphones. No entanto, hoje vamos falar de um segmento onde a fabricante é líder, as smartbands.

Desde a primeira versão, que a Mi Band tem dominado o mercado com milhões de unidades vendidas, sendo que cada modelo lançado tem vindo a bater records de vendas. Hoje vamos analisar o mais recente modelo, a Xiaomi Mi Band 3.

<<< Aproveite a Xiaomi Mi Band 3 a um preço incrível>>>

O Xiaomi Mi Band 3 é uma pulseira inteligente, uma smartband, que tem como principal objetivo monitorizar o dia-a-dia, com claro destaque para o exercício físico. Mas se a primeira versão era praticamente só isso, os modelos seguintes começaram a oferecer novas funcionalidades, deixando de ser apenas uma band, para também ser um relógio e ter algumas funcionalidades de smartwatch.

A verdade é que a Mi Band 3 já é um sucesso e em apenas 17 dias vendeu mais de um milhão de unidades, o que demonstra que os consumidores acreditam na marca e, especificamente, neste produto. Se a Mi Band 2 veio revolucionar este segmento oferecendo funcionalidades de smartwatch a estes produtos, o Mi Band 3 não torna a smartband num relógio mais inteligente, mas o grande destaque é que agora consegue monitorizar ainda mais desportos.

Características

Em termos de características, a Xiaomi melhora bastante, sendo que o ecrã é onde verificamos as grandes melhorias. Deixamos de ter um ecrã “normal” e um botão, para termos um ecrã touchscreen e um botão touch. O ecrã é OLED monocromático e está maior, com 0,78 polegadas. A resolução é de 128 x 80 pixels. No entanto, o ecrã não tem muito brilho e num dia com muito sol, terá bastantes dificuldades em conseguir ver o que está no ecrã.

O tamanho da Mi Band 3 sofre poucas alterações, sendo que agora temos um ecrã maior num produto praticamente com o mesmo tamanho.

Alguns esperavam que a Mi Band 3 poderia ter cores, mas a este preço não se pode ter tudo e, na verdade, o que a Mi Band 3 oferece é muito bom.

Uma das novidades é que a Mi Band 3 tem resistência à água até 50 metros de profundidade, o que garante que este produto serve muito bem para nadar durante períodos mais longos, ao contrário do antecessor e da maioria das resistência, que são recomendáveis para apenas 30 minutos de baixo de água e até 5 metros de utilização.

A bateria do produto é de 110 mAh e a Xiaomi indica que permite a utilização até 20 dias. Durante o meu teste, após sete dias de utilização a bateria já estava nos 40%. É verdade que durante o período de teste, acabamos por utilizar a smartband muito mais, para testar e perceber como tudo funciona, no entanto parece claro que os 20 dias que a fabricante afirma são bastante otimistas. Mesmo assim, é uma duração já boa, quando comparado com a maioria dos produtos eletrónicos que usamos hoje em dia e que nos obriga a carregar todos os dias ou dia sim, dia não.

Na caixa temos o habitual: o carregador, a Mi Band 3 e uma pulseira em borracha. Tal como no antecessor, acreditamos que rapidamente encontraremos diversas opões de pulseiras no mercado, já que apesar das pequenas diferenças, os modelos são diferentes e por esse motivo, se tiver acessórios da Band 2 não irão funcionar no novo modelo.

A Xiaomi Mi Band 3 tem um acelerómetro 3-axis e suporta Android 5.0 e superior  e iOS 9 e superior.

Um problema é que o modelo que agora está disponível apenas tem a versão em chinês, o que significa que a Mi Band 3 terá os números e letras em chinês. Felizmente, um utilizador do Redit encontrou uma forma de colocar tudo em inglês, o que fiz, correu bem e sem qualquer problema. Para facilitar esta mudança para si, deixo o link de um vídeo no YouTube onde demonstra este simples processo. Apenas é necessário fazer download de um apk da Mi Fit que irá atualizar o firmware da Mi Band 3 e colocar em inglês. Após isso, voltei a utilizar a aplicação Mi Fit oficial.

<<< Aproveite a Xiaomi Mi Band 3 a um preço incrível>>>

Design

O Design do produto mantém-se o mesmo. As grandes alterações que verificamos é que o ecrã é maior, ocupando mais espaço frontal da Mi Band 3 e o botão “físico” do antecessor passou a ser um botão touch, tornando-se num produto mais apelativo e discreto.

Na parte de baixo/trás continuamos a ver o sensor de batimentos cardíacos.

O peso do produto é de apenas 20 gramas, já com a pulseira, portanto é um produto que estará no seu pulso de forma discreta e que facilmente você próprio poderá esquecer-se que o tem.

Desempenho

A Xiaomi tem nos habituado a produtos de qualidade e esta certeza com a nova Xiaomi Mi Band 3. A smartband da Xiaomi não conta com muitas novidades em relação ao modelo antecessor, mas é um produto de grande qualidade e que vale a pena comprar. Aliás, não encontrará um produto com estas características a um preço mais baixo do que atualmente.

<<< Aproveite a Xiaomi Mi Band 3 a um preço incrível>>>

Comecemos pelo ecrã, que está maior e ainda ganhou funcionalidades touch, o que permite ter ainda mais informações disponíveis. Ver as horas, o tempo, os passos, são tantos que difícil é numera-los todos. Por isso, em vez de falar de tudo o que tem, vou falar das novidades em relação ao antecessor.

Comecemos pela ordem das opções na Mi Band 3. Encontrará menos e sub-menus sendo que o menu principal em as horas, os passos, o tempo, as notificações e depois um chamado “Mais”, onde encontrará outras opções. Se não gostar desta ordem, na aplicação Mi Fit, pode personalizar e até esconder alguns destes menus, infelizmente, só é possível fazer isto nos menus principais, não permitindo alterar o que surge nos submenus.

Para aceder a estes menus, tudo funciona através de swipe, sendo que em algumas opções o “OK” é manter pressionado o botão. Um rápido toque no botão  é o “Voltar atrás”.

No menu horas temos as horas, depois nos passos também podemos ver a distância, as calorias queimadas e a percentagem de bateria restante do equipamento. Segue-se a frequência cardíaca, a meteorologia, onde podemos ver o tempo para amanhã e para depois de amanhã, as notificações, onde aparecerão as notificações que o smartphone enviar para a Xiaomi Mi Band 3, e, por último, a aparece o “Mais”, onde podemos ver um cronómetro, silenciar o smartphone, encontrar o smartphone, definições do ecrã horas (onde podemos alterar entre três faces do relógio) e sobre (onde podemos ver o firmware utilizado na Mi Band 3).

O grande destaque da Xiaomi Mi Band 3 é a possibilidade de monitorizar um maior número de desportos. São mais de 10 agora, que vai desde corrida até ao badminton, uma grande variedade de desportos. Experimentei andar de bicicleta e um pouco de natação e os resultados foram bastante satisfatórios, apesar de não ter a natação especificada nas opções, mas esperamos que num futuro, uma atualização permita isso.

De relembrar que este tipo de produtos não são perfeitos e nem é esse o grande objetivo. A ideia principal é oferecer uma forma de monitorização a baixo preço, permitindo aos consumidores poderem ter acesso a a dados estatísticos o mais certeiros e fiáveis possíveis do seu exercício físico. E, nesse aspeto, a Xiaomi cumpre com a obrigação e oferece resultados bons.

Uma funcionalidade que dá muito jeito é que durante o exercício físico que estiver a efetuar, há monitorização constante dos seus batimentos cardíacos e se os níveis estiverem muito elevados, a Mi Band 3 envia-lhe uma notificação indicando-se disso mesmo. Aqui está mais uma funcionalidade muito importante neste tipo de produtos.

Outra novidade em relação ao antecessor, é que quando recebia mensagem ou emails, pouca informação lhe era passada para o ecrã, apenas indicando que recebia uma notificação. Agora, consegue ler as mensagens que lhe enviaram e no caso dos emails consegue ver quem lhe enviou e o título do email, permitindo-lhe saber se valerá a pena ir ver o smartphone, ou não.

Para vermos as informações da smartband, já não precisamos de tocar no botão, bastando fazer o movimento de ver as horas, como nos smartwatchs, que ativa o ecrã e permite ver, por exemplo, como está a correr o exercício físico que estamos a fazer nesse momento.

A Aplicação Mi Fit da Xiaomi continua com a grande parte das funcionalidades que sempre teve com as outras Mi Bands. Permite ver o histórico da frequência cardíaca, monitorizar o nível de fitness, ver o históricos de fitness, ver a distância percorrida, as calorias perdidas, monitorizar o sono, escolher as notificações apresentadas, basicmanete configurar toda a Mi Band 3.

A aplicação não é perfeita, principalmente na tradução para o português. Sim, a Xiaomi Mi Band 3 está em chinês, já referimos anteriormente e no final do artigo também temos um link para poder colcoar a Xiaomi Mi Band 3 em inglês, mas a aplicação está em português. No entanto, a tradução não está perfeita e ainda encontramos alguns erros e algumas palavras que não estão traduzidas. No entanto, não acredito que seja um problema para a grande parte de vós.

Veredito: Xiaomi Mi Band 3

O desempenho da Xiaomi Mi Band 3 é excelente e não há quaisquer dúvidas que voltará a ser um sucesso de vendas. É que este excelente produto além de ter um preço incrivelmente baixo e muito acessível, oferece funcções excelentes e está a tornar-se, cada vez mais, um produto mais inteligente e com funcionalidades de smartwatch.

O preço é a sua grande bandeira, pois por pouco mais de 35€ ou R$155, consegue comprar um produto de grande qualidade e cada vez melhor. Apesar de ser limitado em termos de acessórios e ter um carregador próprio, em breve poderá encontrar novidades no eBay ou nos sites importadores.

O grande senão desta primeira versão da Xiaomi Mi Band 3 é que ainda vem em chinês e ainda não há previsão para a versão oficial em inglês. Felizmente, uma pequena pesquisa pela internet permitiu-nos encontrar uma forma de colocar a Xiaomi Mi Band 3 em inglês de uma forma muito fácil e que partilhamos um vídeo em baixo para ser mais fácil para si. Também o sensor de batimentos cardíacos ainda demonstra alguma instabilidade, no entanto, a ideia não é ser perfeito.

Pontos a favor:

  • Preço
  • Mi Band 3 está mais smartwatchs
  • Funcionalidades de topo

Pontos contra:

<<< Aproveite a Xiaomi Mi Band 3 a um preço incrível>>>

Desde já agradeço à Cafago por nos ter disponibilizado a Xiaomi Mi Band 3 para análise e pode comprar o produto no link em cima. Par aos consumidores portugueses, no nosso caso o produto veio por DHL e não ficou parado na Alfandega, por isso e tendo em conta o produto é muito pouco provável que fique parado na alfandega, já que é um produto barato.

Sem dúvida, não há como não recomenda a Xiaomi Mi Band 3 para quem procura um produto deste tipo a a um preço incrivelmente baixo. Não se esqueça de usar o código promocional: “L079PB1” para obter o melhor preço.

Artigos interessantes

Análise Philips Sonicare 6100: a tecnologia na higiene oral
Análises
16 Visualizações
Análises
16 Visualizações

Análise Philips Sonicare 6100: a tecnologia na higiene oral

Bruno Peralta - 22 de Setembro de 2018

O mercado da higiene oral e dentária tem sido uma boa vítima do oferta dos seus players no mercado, com…

Estudo alerta para maior segurança online no regresso às aulas
Internet
20 Visualizações
Internet
20 Visualizações

Estudo alerta para maior segurança online no regresso às aulas

Daniela Azevedo - 22 de Setembro de 2018

Um estudo realizado pela especialista em cibersegurança, ESET, mostra alguns receios que os pais enfrentam com a segurança dos seus filhos…

Evento Ford: Passeamos por Alicante com o novo Ford Focus
Carros
16 Visualizações
Carros
16 Visualizações

Evento Ford: Passeamos por Alicante com o novo Ford Focus

Bruno Peralta - 22 de Setembro de 2018

A Ford Lusitana, subsidiária da Ford em Portugal, levou-nos no dia de ontem para a cidade espanhola de Alicante, para…

19 Comentários

  1. “o que significa que poderemos usar pulseiras do modelo anterior neste produto.”

    claro que não!, corrijam a reportagem !

    Responder
    • Olá Gustavo.

      Não vai conseguir fazer nada disso, pois este produto é um pulseira inteligente, uma smartband, e está mais pensado para monitorizar o seu dia-a-dia e o exercício físico.
      Continue a acompanhar-nos.

      Responder
  2. Excelente review , gostaria se possível que você fizesse um review da pulseira da Huawei a Honor band 3 e principalmente comparando os aplicativos, pois tem muito pouca informação sobre os aplicativos, quais esportes podem ser feito com o app da Honor band 3 e também se é possível adicionar atividades em cada aplicação?
    Fico no aguardo ,abraços

    Responder
    • Olá Milena.

      Até agora não houve versões desta smartband em português. No entanto, a aplicação do smartphone está totalmente em português, sendo que apenas as indicações na pulseira serão em inglês o que, na minha opinião, é bastante aceitável e não será esse o motivo de não optar por este produto.

      Continue a acompanhar-nos.

      Responder
    • Olá Lívia.
      Após a nova atualização da smartband, a solução mais fácil é colocar o smartphone em inglês que a smartband passa para inglês. No entanto, pode utilizar aplicações que forçam a que a aplicação fique em inglês, sem que o smartphone seja obrigado a também estar em inglês.
      Continue a acompanhar-nos.

      Responder
  3. Bom dia, existe o alarme inteligente na mi band 3?
    só encontrei o alarme simples.
    Também gostaria de saber se há alguma opção de app para o alarme tocar mais vezes (só vibra 5 vezes e as vzs não é suficiente para acordar rs)
    obrigado.

    Responder
  4. Olá, é possível emparelhar o mi band3 com o smartphone e um kit mãos livres do carro ou por exemplo os earphones Bluetooth da xiaomi? Assim dava para ver se valeria a pena atender as chamadas.

    Obrigado.

    João F

    Responder
    • Olá Jonas.

      É uma boa ideia, mas não é possívem emparelhar a Mi Band 3 com isso, no entanto, o smartphone pode emparelhar com esses produtos e, dessa forma, acredito que faça o que espera.

      Continue a acompanhar-nos.

      Responder
    • OLá João.

      A Mi Band 3 não emparelha com esses produtos, no entanto o smartphones sim, por isso acredito que seja possível aceitar a chamada na pulseira e falar através desses dispositivos.

      Continue a acompanhar-nos.

      Responder
      • Sim, a ideia é mesmo essa! Vou arriscar e tentar ver o que dá. Já agora, vale a pena a diferença entre e versão chinesa e internacional? Em termos de valor de compra, ronda os 10€ de diferença.

        Responder
        • A que testamos era a chinesa e colocamos em inglês.
          Procure opiniões no Google para perceber quais as diferenças, mas acho que não vale a pena.

          Continue a acompanhar-nos

Comente

O seu email não será publico

Partilhe nas Redes Sociais

Se gosta do artigo, partilhe com os seus amigos