Vendas de Smartphones: Huawei perde 1º lugar vê o 2º ameaçado e Apple desce para 4º

Não há dúvidas que 2020 é um ano atípico e diferente, com uma pandemia que vem influenciar tudo, no entanto há tendências de mercado que acabam por não surpreender e os smartphones são uma delas.

Apesar de algumas contrariedades, no trimestre anterior a Huawei demonstrou que continuava forte e conseguiu mesmo atingir um dos grandes objetivos, o primeiro lugar no ranking de smartphones, algo que a fabricante chinesa tem tentado nos últimos anos. No entanto, todos sabemos dos problemas que os EUA estão a causar à Huawei e este trimestre poderemos estar a verificar as primeiras consequências disso mesmo.

Segundo algumas analistas como a Canalys e a IDC, a Samsung voltou a liderar o ranking de smartphones mais vendidos, com uma queda abrupta da Huawei para o segundo o lugar. Em sentido similar, também está a Xiaomi, que cresceu exponencialmente e ultrapassou mesmo a Apple no terceiro lugar do ranking.

Além de a Samsung ter reconquistado o primeiro lugar, também há que referir que a Xiaomi não só conseguiu ultrapassar a Apple no terceiro lugar, como aproximou-se muito da Huawei no segundo lugar e vê, desta forma, a sua posição ameaçada pela conterrânea.

Olhando para os dados, verificamos que a Huawei perdeu 22% de vendas em relação ao ano passado, enquanto a Apple, por seu lado, perdeu um pouco mais de 10%. Ora, ambos os resultados são explicados de forma “fácil”. Se por um lado, a Huawei parece começar a sofrer as consequências do bloqueio por parte dos EUA, a queda da Apple justificação com a chegada do iPhone 12, que chega ao mercado no último trimestre do ano.

Nesse sentido, é normal que as vendas da Apple desçam, já que os consumidores ficam na expetativa de comprarem o novo equipamento que será lançado pouco tempo depois. Ainda sobre o novo iPhone 12, há também a questão do atraso no lançamento do smartphone, que normalmente é lançado um pouco antes e, dessa forma, não costuma verificar quedas dão abruptas.

A festejar está, claramente a Xiaomi, que vê um crescimento de 42% em relação ao ano passado, o que é incrível. Agora entramos no último trimestre de 2020, que é o trimestre do Natal e onde as empresas mais vendem e estamos curiosos para perceber no final de janeiro, quais serão os resultados do mercado e perceber se a Huawei recupera, e se a Xiaomi continua com este grande crescimento a nível global.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here