Telemóveis dobráveis não recebem descanso!

Em breve iremos parar de falar dos telemóveis dobráveis, mas ainda não. Parece que os telemóveis dobráveis estão mesmo a dar que falar (e muito) mas não pelas razões que as empresas gostariam que fosse.

Três telemóveis dobráveis foram lançados, o Galaxy Fold, o Motorrola Razr e o Galaxy Z Flip. É engraçado que cada um destes equipamentos teve um lançamento com o seu drama, desde ecrãs partidos, problemas de stock e preços desproporcionais tendo em conta o equipamento.

Tanto o Galaxy Fold como o Motorola Razr tiveram problemas com quebras nos equipamentos. Se também juntarmos os problemas com os ecrãs então estes equipamentos deixam muito a desejar no campo da durabilidade.

No que diz respeito ao Z Flip sabemos de um caso de um ecrã que quebrou, e tendo em conta que o seu teste de durabilidade não teve os melhores resultados, também este equipamento deixa a desejar no que se refere a durabilidade.

Existem ainda rumores sobre o facto de o Samsung Galaxy Z Flip ter realmente um ecrã feito de vidro. Mas para que esses rumores possam descansar em paz, o ecrã do telemóvel é mesmo feito de vidro. No entanto está revestido com uma camada protectora de plástico (a qual não se deve mesmo tirar por compromete e muito a durabilidade do ecrã).

Portanto as conclusões a que podemos chegar sobre os telemóveis dobráveis é que são giros sim senhor, mas não são um equipamento de confiança para grandes temporadas. Podemos ainda afirmar que quem trabalha num ambiente muito mexido (por exemplo distribuidores) este tipo de telemóveis não são nada aconselhados visto que o perigo de caírem, chocalharem ou roçarem noutros equipamentos é grande e tais acções vão comprometer uma já durabilidade bem debilitada devido à natureza do equipamento em si. Mas não queremos que estes argumentos sirvam de motivo para não darem a estes equipamentos uma oportunidade.

Fonte:  The Verge

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here