Portugueses desenvolvem robô pintor que colabora com humanos

Nasceu o robô pintor que colabora com humanos e é 100% português. A notícia está no Portugal Global.

Humanos e robôs já podem colaborar no revestimento de produtos complexos e de grandes dimensões em Portugal. Os robôs pintores já existiam, mas uma das suas principais limitações estava relacionada com a incapacidade de pintarem produtos de grandes dimensões ou de geometria complexa. A célula robótica colaborativa desenvolvida no projeto Europeu FLEXCoating conseguiu, agora, ultrapassar essa limitação, promovendo a cooperação entre humanos e robôs através de sensores 3D para monitorização do espaço de trabalho, reconhecimento e localização de objetos, programação de trajetórias por demonstração, entre outras tecnologias.

Com o desenvolvimento desta tecnologia, robô e operador humano pintam ao mesmo tempo o componente em questão, deixando de haver necessidade de o robô estar isolado numa célula robótica tradicional, protegido por barreiras físicas que impediam a divisão “a quatro mãos” da pintura. Existe ainda um sistema de monitorização seguro que permite ao operador humano sinalizar o reinício do processo de forma ergonómica.

A nova célula robótica colaborativa resulta de uma parceria entre o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) e a portuguesa TALUS.

Para desenvolver o robô os investigadores utilizaram uma plataforma de decisão automática desenvolvida no projeto HORSE que seleciona o programa apropriado de revestimento, permitindo ao operador humano monitorizar as diferentes partes do processo.

A célula robótica colaborativa desenvolvida no projeto FLEXCoating já foi testada com sucesso na empresa portuguesa FLUPOL, uma PME portuguesa especializada na aplicação funcional de revestimentos, e vai contribuir para um aumento da eficiência e da flexibilidade no processo de produção, com um aumento estimado da capacidade de produção de cerca de 15% e uma otimização de perto de 10% do tempo de trabalho dos operadores, devido à colaboração com o robô de pintura.

Fonte: Portugal Global

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here