Instagram recua: política de privacidade volta a ser como antes

A onda de críticas levantada pelos utilizadores da aplicação de partilha de fotografias após o anúncio, esta segunda-feira, de que o Instagram tinha alterado a sua política de privacidade, passando a deter os direitos das imagens dos utilizadores, não deixou os responsáveis pela app indiferentes. Numa nova nota informativa, o cofundador Kevin Systrom afirma que os termos do serviço vão voltar a ser como eram antes da alteração recente, no que às questões da publicidade diz respeito.

“Devido ao feedback dos nossos utilizadores, estamos a voltar à versão original no que diz respeito à secção da publicidade que, aliás, tem estado ativa desde que lancámos o serviço em outubro de 2012″.

Mas a questão não ficará por aqui, já que a empresa promete trabalhar o assunto e apresentar atempadamente novas alterações.

Segundo Systrom, a empresa falhou em passar as informações de forma clara aos clientes. O CEO esclarece mais uma vez: “quero que fique bem claro: o Instagram não pretende, nem nunca pretendeu, vender as suas fotos.  As suas fotos não nos pertencem – são suas”.

A versão mais atualizada dos termos que entrarão em vigor a 19 de janeiro pode ser vista aqui.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here