Apple está na mira do Serviço Anti-Monopólio Federal da Rússia

Depois que a Apple fez a rejeição de um aplicativo de controle parental para a loja de aplicativos, a empresa se tornou o alvo de uma investigação antitruste na Rússia. O Federal Anti-Monopoly Service (FAS) do país está investigando uma queixa da Kaspersky Lab sobre a rejeição de seu aplicativo Safe Kids da App Store, informou a Reuters.

De acordo com a gigante de tecnologia, o aplicativo Safe Kids coloca “a segurança e a privacidade do usuário em risco”. Assim, o aplicativo foi colocado na mesma categoria de um grupo de outros aplicativos de controle dos pais que ele inicializou em sua loja no início deste ano.

Apple

Já sabemos que a Apple tem um certo histórico com casos como esse. A empresa já recebeu críticas dos reguladores dos EUA e da União Européia por seu rígido controle sobre aplicativos que permitem aos pais limitar o tempo de tela de seus filhos.

A Apple neste verão emitiu uma nova política em tais aplicativos de controle parental, permitindo que aplicativos que dependem de uma VPN ou MDM (gerenciamento de dispositivos móveis).

De acordo com a orientação atualizada, os desenvolvedores poderiam usar essas tecnologias, desde que tenham certeza de não vender dados de crianças a terceiros. Segundo a Reuters , o aplicativo Safe Kids da Kaspersky Lab conta com o MDM.

O desenvolvedor do aplicativo diz que, embora as novas regras da Apple permitam um uso limitado da tecnologia para aplicativos de controle parental, não está claro como obter a permissão da Apple para fazê-lo.

A política atualizada da Apple observa que os aplicativos do MDM devem solicitar a permissão do usuário para gerenciar seu dispositivo móvel, assim como declarar em sua política de privacidade que ele não divulgará dados a terceiros.

Mas o que temos certeza é que este não foi o primeiro, e não será o último caso onde a Apple é acusada de monopólio. Afinal, a empresa tem essa tendência…

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here