Análise Nokia 3: Está de volta, mas com Android

A Nokia quer voltar a surgir como uma marca de referência no campo dos smartphones. Se há uns anos atrás era a primeira opção de muitos, atualmente deixou de ser dado o seu sistema operativo, Windows Phone, não ser o melhor e atrair poucos usuários.

Assim sendo, a marca sediada na Finlândia relançou há pouco tempo o famoso Nokia 3310, que se revelou uma excecional acção de marketing. Na sequência do dito relançamento, a empresa aproveitou ainda para apresentar o Nokia 6, Nokia 5, e Nokia 3, um enorme esforço na reintegração no mercado de telemóveis inteligentes.

Alguns dos smartphones disponíveis no mercado:

O smartphone que vamos aqui analisar é o Nokia 3, um dispositivo que surge com um design premium a um preço acessível de 169 euros e o Android 7.

Especificações e Acessórios

  • Tecnologia 4G (Velocidades de download até 150Mbps)
  • Ecrã 5.0″ HD
  • Câmara de 8 MP
  • Câmara frontal 8.0 MP
  • Processador de 1.4 Ghz Quad-Core
  • Memória interna de 16 GB
  • Dimensão (comp x larg x esp) (mm): 143,4×71,4×8,5
  • Peso (g): 85
  • Bateria: Li-Ion 2630 mAh
  • Autonomia em Stand By (até/h): 590
  • Autonomia em Conversação (até/h): 14
  • Visor & Imagem
  • Câmara frontal (Megapixel): 8
  • Ecrã – tamanho (polegadas): 5,0”
  • Ecrã – resolução (horizXvert) (pixel): HD (1280×720)
  • Câmara traseira (Megapixel): 8
  • Entretenimento/Utilitário: A-GPS
  • Tecnologia: 4G, HD Voice, NFC
  • Sistema Operativo: Android 7.0
  • Processador: 1,25 GHz Quad-Core
  • Memória: 16 GB | 2 GB (RAM)
  • Frequência: Quadband
  • Bluetooth™ (norma): 4.0
  • Cartões de memória (Lê)

Design e Ecrã

O Nokia 3 apresenta um design interessante para o preço que pratica. Dá a ideia que temos nas mãos um telemóvel perto de um topo de gama. A traseira está construída em policarbonato e as bordas de metal dão a este equipamento um look premium, quando comparado com outros telemóveis da marca.

Este equipamento está disponível em quatro cores: preto, azul escuro e duas opções em branco.

Durante os nossos testes, detetamos que o botão de energia por vezes pode funcionar mal. Principalmente se tiver os dedos grandes, uma vez que o botão é pequeno e você facilmente carrega no botão de cima, correspondente ao volume.

No topo do telemóvel, você encontra uma entrada de 3,5 mm para colocar os auscultadores e na parte inferior do smartphone há uma porta micro USB para carregar e transferir dados.

Quanto ao ecrã, o equipamento conta com uma tela de 5 polegadas e com uma resolução de 720p, um pouco abaixo do esperado para um smartphone desta geração.  Ainda assim apesar de não ter uma resolução Full HD, o Nokia 3 apresenta imagens nítidas e um ecrã aceitável tendo em conta a gama em que está inserido. No entanto, se a resolução e o brilho do ecrã for um ponto que valoriza muito num smartphone, aconselhamos que procure outro equipamento que se ajuste melhor às suas necessidades.

Desempenho

O desempenho do Nokia 3 não é perfeito, ficando um pouco aquém das expetativas. Equipado com um processador MediaTek MT6737, 2 GB de RAM e 16 GB de memória interna, oferece uma experiência razoável, mas nada por aí além.

Durante os testes que realizámos ao telemóvel demo-nos conta que algumas aplicações demoram demasiado tempo a carregar e por vezes o dispositivo trava em aplicativos mais pesados. A parte boa é que o Nokia 3 tem o Android 7 e não o Windows Phone que nos habituámos a ver nos equipamentos desta marca.

Desbloquear o telemóvel também é uma tarefa que nos habituámos a fazer com alguma rapidez, através dos sensores de impressão digital, que infelizmente não é possível com o Nokia 3. Este dispositivo não vem equipado com esta tecnologia, o que pode ser outro ponto negativo e decisivo na hora de escolher um novo smartphone.

Câmara

Ambas as câmeras deste smartphone são de 8MP. Claro que não são topo de gama, mas uma vez que o telemóvel também não o é, já seria de esperar. Ainda assim, em condições de boa luminosidade, a câmara traseira é capaz de captar imagens bastante nítidas. Nas condições em que a luz não é tão boa já não se porta assim tão bem, mas possui um poderoso flash LED capaz de ajudar.

No que toca à câmara frontal, esta é bastante razoável e cumpre o objetivo de tirar selfies.

Veredito: Nokia 3

O Nokia 3 é um telemóvel que vem equipado com uma versão recente do Android e tem  um design bastante interessante, que dá a sensação que temos um telemóvel premium nas mãos. O problema é que, tal como já referimos ao longo da nossa análise, o seu desempenho não é o melhor. Não é um dispositivo muito potente e trava frequentemente quando acedemos a aplicações mais pesadas, sendo este um ponto bastante negativo neste telemóvel, uma vez que é sempre chato não conseguirmos desempenhar as nossas tarefas com o nosso smartphone. Além disso, a bateria descarrega mais rapidamente que a maioria dos equipamentos.

Assim sendo, para quem pretende um telemóvel dentro do normal, com um design bonito e para cumprir funções básicas, pode ser uma boa opção. No entanto, para os utilizadores mais exigentes, que pretendem jogar jogos pesados ou outras aplicações, não aconselhamos a compra deste Nokia.

Pontos fortes:

  • Design
  • Sistema Operativo Android
  • Preço

Pontos fracos:

  • Durabilidade da bateria
  • Ausência de sensor de impressões digitais

Desde já agradecemos à Nokia por nos ter cedido o equipamento para testes. Pode encontrar o equipamento à venda nas lojas de retalho por 169,99€. Segue a nossa galeria de imagens:

Veja também...

Deixe o seu comentário