Análise: LG Maximo 4X HD (LG Optimus 4X HD)

A LG disponibilizou-nos o LG Maximo 4X HD, o seu mais recente topo de gama à venda em Portugal. Será que o sucessor do Maximo 2X vale a pena?

A LG tem apostado forte nos seus smartphones, tendo sido o primeiro com processador dual-core a lançar-se no mercado, no entanto, este smartphone já chegou um pouco depois, demasiado depois já que chegou depois do HTC One X e do Samsung Galaxy S III, ambos já testados aqui. Este é, por isso, o terceiro topo de gama Android que testamos e, com esta análise, já testámos os 3 topos de gama presentes no mercado português. Os dois concorrentes tiveram excelentes desempenhos, será que este fica atrás? É o que vamos ver já de seguida.

Características e Acessórios

o Dimensões: 132.4 x 68.1 x 8.9 mm
o Peso: 133g
o Sistema Operativo: Android 4.0.3
o Memória: 16GB de memória interna/MicroSD até 64GB
o Dimensão do ecrã: 4,7”
o Resolução: 720×1280 p (312ppi)
o Ecrã True HD IPS
o Câmara: 8MP Full HD (1080p) /Frontal: 1.3MP
o Processador Nvidia Tegra 3 a 1.5GHz
o GPU: NVIDIA GeForce ULP GPU
o RAM: 1GB
o Bateria: 2,150mAh

Temos de destacar o processador Nvidia Tegra 3 deste smarpthone. É verdade que já não é novidade, pois já há vários dispositivos com este processador, mas o Tegra 3, apesar de chamar-mos de quad-core tem, na realidade, um quinto processador, que é usado na maioria das utilizações do smarpthone, quando não são necessárias grande poder de processamento, como fazer chamadas ou consultar a lista de contactos, para que, assim, possam consumir o menos bateria possível, aumentando a sua duração. Destaque, também, para o bateria, de 2.150 mAh, bastante superior ao HTC One X, mas com mais mAh que o S III.

A caixa do LG Maximo 4X HD tem um design bastante inovador, cor maioritariamente preta, mas com um vermelho no meio da caixa entre a “tampa” e o resto da caixa que contrasta bastante, chamando a atenção. Ao abrirmos a caixa, temos logo o smarpthone do lado de cima, sendo que a caixa tem, praticamente, o tamanho do smarpthone. Depois de tirarmos o smarpthone, temos de levantar o cartão que está por baixo do smarpthone e teremos acesso aos vários acessórios deste LG Optimus 4X HD.

O smartphone traz os acessórios normais, que estão presentes em todos os smarpthones deste nível. Uma tomada de parede, um cabo USB-MicroUSB, o livro de instruções e os auriculares.

Design e funcionalidade

É no design que o LG Maximo 4X HD me impressiona. Gostando ou não, temos de admitir que o design deste smarpthone dá um toque luxuoso ao smarpthone, vê-se que se basearam no LG Prada, que já testamos aqui anteriormente, para criar o smartphone. A saliência da capa traseira deste smarpthone lembra coro, tal como o Prada, mas parece ainda mais luxuoso. A capa traseira tem um toque impressionante, bastante resistente, parece mais resistente que o Galaxy S III, talvez pela sua saliência.

O ecrã é de 4,7 polegadas e encontramos as teclas normais de um smarpthone LG, as mesmas teclas que o Galaxy Nexus e o HTC One X, “Voltar”, “Início” e “Menu”, todos estas teclas são resistivas mas que se vêm sem luminosidade. Por baixo há a porta MicroUSB, que fiquei desapontado por, neste aspeto não terem seguido o LG Prada e colocar uma proteção à porta MicroUSB, do lado esquerdo só temos uma pequena saliência no design, onde se encontra o botão de volume, enquanto no lado de cima temos uma entrada para os auriculares e o botão de ligar/desligar. Para introduzir o cartão SIM e o MicroSD, terá de se remover a tampa traseira, que devo dizer que é um bocado difícil, talvez por o smarpthone que tive ainda ter pouca utilização.

Interface e Desempenho

Como já disse anteriormente, sou fã da interface original do Android 4.0, por isso gosto da tactica da Huawei que, além do seu interface personalizado, também tem o interface original. No caso do LG Maximo 4X HD, isso não acontece, a LG tem o Optimus UI, a interface própria da LG, que já vai na versão 3.0. Mas, a simplicidade e a parecença com o interface original são notórias, o que me agradou imenso.

O LG Maximo 4X HD tem uma interface simples, limpa e parecida com as várias funcionalidade que o Android 4.0 ICS trouxe para os dispositivos, como o Face Unlock ou as “tarefas”, que permite uma melhor gestão das aplicações.

Os botões do dispositivo são o “Voltar”, “Início” e “Menu”, oferecendo as opções típicas. Ao entrarmos nas aplicações, além das aplicações, temos os widgets, como em todos os Android 4.0, e os Downloads, onde estão  as aplicações que instalamos no nosso dispositivo. Uma diferença entre este UI 3.0 e outros smarpthones Android, é que ao continuarmos no menu para a direita, após as aplicações tínhamos os widgets, mas neste não, temos de carregar nos widgets em cima para os podermos ver e escolher.

O LG Maximo 4X HD não tem muitas aplicações próprias, bem pelo contrário, o que me agradou, pois, assim, não tem demasiadas aplicações em background, como acontece com outros smartphones, nomeadamente os bloqueados às operadoras.

Tem o SmartShare, que permite ligar dispositivos através do DNLA, o LG Tag+, a Difusão Celular e o QuickMemo. Não podemos experimentar o LG Tag, isto é para utilizar o NFC com as Tags, pois a LG não nos disponibilizou. A Difusão Celular tive que procurar na Wikipédia o que significava, o que deu para perceber que não funciona em Portugal. Quanto ao QuickMemo é uma aplicação ao estilo Galaxy Note, onde poderemos desenhar ou escrever anotações no ecrã e guardar como imagem. Não acho que esta aplicação seja de grande utilidade, já que o LG Maximo 4X HD não tem o mesmo objetivo que o Galaxy Note.

O desempenho do LG Maximo 4X HD é boa, mas desiludiu-me um pouco, em comparação com os concorrentes. Tendo em conta que este LG foi o último smartphone a chegar ao mercado, depois do HTC One X e do Galaxy S III, era esperado um desempenho superior, mas não o é, é inferior. A versão do Android não é muito diferentes, enquanto este tem o Android 4.0.3, os outros têm 4.0.4. Usamos os testes de desempenho normais, o AnTuTu, o Quadrant, o Vellamo e o GLBenchmark Egypt 2.1 Classic.

Como podem ver nos gráficos, os resultados não são muito bons, quando comparados com outros smartphones. No Quadrant conseguiu 5044, superior ao HTC One X e ao tablet Transformer, no gráfico, mas nos outros estão bem abaixo do topo. No Vellamo conseguiu 1335, abaixo do Xperia S, HTC One X, Galaxy S III e Motorola RAZRi. Quanto ao AnTuTu obteve 12311, logo abaixo do HTC One X+ e Galaxy Note 2. No entanto  comparamos este resultado com os resultados dos testes de desempenho efetuados, por nós, ao HTC One X e o Galaxy S III.

É ao compararmos com os testes que efectuámos aos seus concorrentes diretos, que verificamos que o LG Maximo 4X HD ficou para trás. Olhando para o quadro verificamos que em nenhum dos testes realizados conseguiu ficar em primeiro, no entanto  no AnTuTu conseguiu ficar à frente do HTC One X, por apenas 11 pontos.

Tendo em conta que o smartphone foi lançado vários meses depois do HTC One X, é desapontante que os testes de desempenho sejam inferiores, como ainda vai na versão 4.0.3, quando a maioria dos smartphones de topo têm, pelo menos, a versão 4.0.4. No entanto, esse é o grande ponto negativo da LG, as atualizações.

Quanto à bateria, o uso foi o normal neste tipo de smartphones. Com um uso muito intensivo em jogos e vídeos, vai precisar de trazer um carregador atrás, no entanto, com um uso normal, alguns jogos, vídeos e utilização da internet, além das chamadas e mensagens, conseguirá, sem grande esforço o uso do smartphone por mais de um dia. Eu, com o meu uso normal, consegui a utilização por dois dias. Com uma bateria de 2,150mAh, era estranho era se não conseguisse. No entanto, voltando a comparar com os HTC One X e com o Galaxy S III, praticamente tiveram o mesmo tempo de duração, mais hora menos hora, quando estaria à espera de um pouco mais, nomeadamente comparando ao HTC, que tem uma bateria de 1800mAh, bastante inferir, mas que denota como cada software gere a sua bateria, com o mesmo processador.

No uso “hardcore” o aquecimento já é “considerado normal”, pois o mesmo acontecia com o HTC One X e o Galaxy S III, bem como com o iPhone 5.

Câmara e Multimédia

Aqui não fica desiludido, bem pelo contrário, irá ficar satisfeito, pois a qualidade da câmara e do ecrã são de topo.  A câmara é de 8MP e o ecrã é de 4,7 polegadas com resolução HD 720×1280p. As fotografias são excelentes e a reprodução no ecrã também.Tirei várias fotografias com a câmara, em vários ambientes e o resultados foi bastante bom, até comparando aos concorrentes, não fica nada atrás.

Quanto ao software da câmara, não é tão completo como o do HTC One X, e fica um pouco atrás em relação ao Galaxy S III. Tem várias opções de tamanho de imagem, algumas opções para o modo da fotografia, como Noite ou desporto, opções de ISO, equilíbrio de branco, efeitos de cores, como preto e branco ou sépia, e localização GPS.Por isso, com este smartphone terá uma excelente “câmara” para aqueles momentos que não se está à espera e quer tirar uma boa fotografia. Aqui ficam alguns exemplo de fotografias (redimensionadas para o site).

Quanto aos vídeos, também não desiludiu e vai estar à altura para o que precisa, ter um dispositivo sempre pronto para captar aqueles momentos únicos quando menos espera. No entanto, devido ao Sol, verificou-se alguns reflexões no vídeo e a qualidade de som não dá para “testar muito”, ninguém me manda morar numa zona demasiado calma.

httpv://www.youtube.com/watch?v=MdyuBldYHZ0

Quanto aos jogos, experimentei o mesmo jogo que no HTC One X, também é o mesmo processador, já que a Nvidia estabeleceu parcerias para que fossem criados jogos que tirassem o máximo de proveito do Tegra 3 e fiquei satisfeito. Não teve qualquer paragem não ficando atrás do HTC One X em nenhum aspeto.

No browser também não fiquei nada desiludido, bom design e intuitivo, com rapidez de carregamento. Gostei, particularmente, das opções em baixo, o que faz com que tenhamos mais ecrã para os sites. Para aceder, basta desligar o dedo de cima para baixo que aparece as opções para voltar atrás. Um pormenor, é que este LG além de um browser da LG, também traz o Chrome de origem.

Um grande ponto positivo, em relação aos outros concorrentes, é a LG manter a opções de expansão de memória através de MicroSD, que não encontramos no One X nem no Galaxy S III. A meu ver, para esta qualidade de câmara e esta qualidade ecrã, queremos estar à vontade para podermos instalar o que quisermos, tirar as fotos e vídeos que quisermos, mas uma limitação de armazenamento é um sinal negativo, situação que a LG simplifica com a possibilidade de expansão através de MicroSD.

Veredito

Sem dúvida, o LG Maximo 4X HD é um excelente smartphone. qualidade de topo, hardware de topo, no entanto o software não deverá ter sido optimizada da melhor forma, pois os resultados de desempenho são inferiores aos concorrentes. Numa comparação mais direta com o HTC One X, que usa o mesmo processador e chegou ao mercado vários meses depois, deixa-nos desapontados, já que estão inferiores ao HTC. No entanto, esta peça de luxo é incrível, com uma qualidade incrível.

A grande crítica à LG tem a ver com as atualizações, que, simplesmente, não têm acontecido. O LG Optimus 2X, que detenho, foi o primeiro smartphone com dual-core e ainda tem a versão 2.3.4. como podemos confiar numa empresa que não atualiza os seus smartphones, quando o sistema operativo é o que leva a maioria das pessoas a comprar este tipo de smartphones, aliado a um grande hardware. É que o hardware está lá, a qualidade está lá, só falta mesmo as atualizações.

Um ponto negativo é a comparação com os concorrentes. Apesar de gostar bastante da sua interface simples, os testes de desempenho, bem como o software da câmara são inferiores aos concorrentes S III e One X, quando um smartphone que chegou ao mercado depois destes, deveria ser superior. Apesar de os testes de desempenho serem inferiores, as várias aplicações e jogos que corremos não denotou-se qualquer inferioridade, por isso não será uma coisa que se irá nota, a não ser na câmara. A qualidade fotográfica não será afetada e o objetivo destas excelentes câmaras nestes smartphones continua a ser atingido, ter uma excelente câmara para captar qualquer momento.

O preço deste smartphone é um ponto positivo, já que é bem inferior aos concorrentes, o que se torna equivalente em relação aos vários aspetos relatados como inferiores aos concorrentes. Se procura um smartphone com qualidade de topo, pelo preço mais baixo tem aqui o smarpthone ideal.

Pontos a favor:

+ Excelente peça de Design

+ Expansão MicroSD

+ Interface Android 4.0 simples

+ Preço

Pontos Contra:

– É inferior aos concorrentes em vários aspetos

– Má fama da LG em atualizações do Android

O LG Maximo 4X HD está à venda nas principais lojas de retalhos por 449€, um valor bem inferior aos seus concorrentes. Esperamos é que este smarpthone signifique a mudança da política da LG em relação às atualizações.

Aqui fica uma Galeria de imagens e de fotografias tiradas pelo LG Maximo 4X HD.

6 COMENTÁRIOS

  1. Está tudo dito! como podemos confiar numa empresa que não atualiza o softaware? ainda por cima quando o andou a prometer durante ANOS …. LG sucks ! não comprem uma bosta desta porque vão ficar desspontados com o suporte!

  2. andei á procura de críticas sobre este telefone e esta é sem dúvida a melhor.
    Em relação ao telefone, parece ser sem dúvida o melhor para a gama de preço actual (pode ser comprado por menos de 300€ se for de operador e com retoma).
    Em relação as atualizacoes, pode ser que este não venha a obter mas também existem comunidades paralelas que as criam.
    Parabéns pela análise, mostrou-me o que eu necessitava saber.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here