ChatGPT: Este ano chega o GPT-5 e evolução vai ser incrível!

Apesar de ter acabado de lançar o ChatGPT-4, a OpenAI já está a trabalhar na quinta versão da app de conversação, cada vez mais popular, o ChatGPT-5. De acordo com um novo relatório da BGR, poderemos ver estas grandes atualizações já no final do ano.

Para já, sabe-se que há a pretensão de alcançar um novo e enorme marco na evolução da ferramenta: a capacidade de ser indistinguível dos humanos seja qual for a conversa. E a verdade é que todos nós estamos a contribuir para esse avanço com os milhões de inputs diários que vamos deixando ao popular chatbot de IA.

O pioneiro da computação e da IA, Alan Turing, propôs um teste de inteligência artificial no qual, se o humano não soubesse que estava a falar com uma máquina, então esse computador poderia ser considerado artificialmente inteligente. Com o ChatGPT da OpenAI, a maioria das vezes o discurso é credível.

Considerando a ascensão meteórica e o desenvolvimento da tecnologia ChatGPT desde sua estreia em novembro de 2022, é provável que as notícias de mais avanços sejam totalmente verdadeiras. Ainda que a possibilidade de vermos esta tecnologia melhorar tão rapidamente possa parecer emocionante, também existem muitos perigos e armadilhas legais que podem facilmente causar danos, como por exemplo, a quantidade de golpes de malware que estão a ser enviados diariamente que aumentou constantemente desde a introdução da tecnologia chatbot.

A sua rápida integração em aplicações levanta questões de privacidade e recolha menos transparente de dados, a acrescer às também constantes acusações de plágio.

O Future of Life Institute (FLI), uma instituição dedicada a minimizar o risco e o uso indevido de novas tecnologias, publicou uma carta aberta a solicitar que laboratórios e empresas de IA interrompam imediatamente o seu trabalho em sistemas OpenAI além do ChatGPT-4.

Figuras notáveis como o cofundador da Apple, Steve Wozniak, e o cofundador da OpenAI, Elon Musk, concordaram que o progresso deve ser interrompido para garantir que as pessoas possam aproveitar os sistemas existentes que devem beneficiar toda a sociedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui