Análise OnePlus Nord 10 5G: Review com excelente qualidade-preço

A fabricante OnePlus ficou conhecida logo no seu primeiro equipamento lançado, com uma excelente campanha de marketing aliada a um smartphone de topo a baixo preço. Desde essa altura, a fabricante chinesa continuou o seu caminho com excelentes smartphones topo de gama, mas no ano passado também se lançou em equipamentos mais modestos, nomeadamente nas gamas média e média baixa.

E com a chegada do 5G, nada melhor do que ter um smartphone na gama média, com a tecnologia 5G a um preço baixo e difícil de encontrar, já que apesar de ter um preço em conta e conectividade 5G, mantém características muito interessante na área do desempenho e da fotografia. É aí que a OnePlus lançou a gama Nord, com destaque para este N10 5G por 243€.

Hoje experimentamos o OnePlus Nord N10 5G, um smartphone de gama média que pretende oferecer aos utilizadores uma boa tecnologia e um preço acessível, com claro destaque para o 5G, uma conectividade que está a começar a expandir-se no mundo, sendo que na Europa durante 2021 praticamente todos os países já deverão ter a tecnologia disponível.

Design e hardware

O Nord N10 5G é grande. É maior do que o Nord e OnePlus 8 originais de última geração. É quase tão grande quanto o gigantesco OnePlus 8 Pro e mais alto que o titã iPhone 11 Pro Max. Pesa 190 gramas, o que é bem pesado para um telefone económico.

Independentemente disso, o N10 5G é um smartphone de grandes dimensões e deve ser popular para aqueles que procuram um dispositivo com este tamanho a um preço mais baixo.

A qualidade da construção é robusta, mas ainda parece barata. O smartphone é robusto, e pode ser torcido sem nenhum ruído perturbador a surgir ou uma curvatura, mas a parte traseira e a moldura de plástico brilhante não parecem muito premium, mesmo em comparação com o Nord original, que usava materiais semelhantes.

O OnePlus N10 5G tem uma frente de vidro e uma parte traseira de plástico com uma estrutura de metal, que pelo menos parece mais luxuosa em comparação com outros smartphones de gama média. Com 163 mm x 74,7 mm x 8,95 mm, o N10 5G é muito largo para ser facilmente usado com uma só mão, embora não seja complicado, e não terá dificuldade em apertar os botões de bloqueio ou o controlo de volume.

O N10 5G é também o primeiro smartphone da empresa desde o OnePlus 6 a ter um sensor de impressão digital capacitivo montado na parte de trás. É fácil de localizar sem olhar – apenas certifique-se de colocar o seu dedo inteiro nele, já que ele não lê bem as impressões parciais.

Ao contrário do Nord mais antigo, a fabricante OnePlus decidiu incluir fones de ouvido no N10 5G, o que é algo bom. Também está na parte inferior, que é um lugar excelente, dado que é mais fácil colocar um telemóvel de cabeça para baixo no bolso – o que a maioria das pessoas faz.

No entanto, é preciso salientar: o Nord N10 5G não tem resistência à água, ao contrário do Nord anterior, embora esse smartphone também não tenha nenhuma classificação de IP explícita, como todos os telefones OnePlus até o recente OnePlus 8 Pro.

Talvez a maior mudança no design físico, a OnePlus removeu o controlo deslizante de alerta, um recurso de marca registada que todos os aparelhos OnePlus desde o OnePlus 2 tiveram. Proprietários novos desta marca de smartphones não lamentarão a perda, mas aumenta a sensação geral de que este não é realmente um smartphone OnePlus.

A OP também deu ao N10 5G um armazenamento expansível microSD, a primeira vez que acontece para qualquer dispositivo OnePlus desde o OnePlus X 2015, o que não deixa de ser algo estranho o recurso ser relançado num telefone de médio gama. Pelo menos, isso significa que você terá muito espaço para multimédia se ficar sem os 128 GB de armazenamento interno do UFS 2.1.

É também o primeiro smartphone OnePlus desde o OnePlus 2 a ter um display LCD, medindo 6,49 polegadas a 1080p e 90Hz. Embora não tenhamos aqueles pretos OLED, é muito bom e, em virtude da sua tecnologia, não sofre problemas como irregularidades de baixo brilho ou “tom verde”, embora pareça um pouco mais manchado quando deslizamos os dedos no ecrã em comparação com um OLED. A cor e o brilho são bons.

A proporção do visor de 20:9 é mais alta do que alguns outros telemóveis de gama média. O ecrã LCD do N10 5G é diferente do OnePlus Nord padrão, que possui um display AMOLED de 6,44 polegadas. Felizmente, o N10 5G mantém a taxa de atualização de 90 Hz de seu predecessor, o que é uma vantagem percetível.

A resolução Full HD Plus (1080 x 2400) e LCD combinam para uma imagem equilibrada: ao contrário de alguns ecrãs OLED, as partes escuras são razoavelmente equilibradas com a cor circundante. O ecrã do N10 5G suporta HDR10 Plus, o que é outra raridade.

O ecrã é plano com um orifício para a câmara selfie no canto superior esquerdo do visor. Não tem um sensor de impressão digital no ecrã, contando com o leitor de impressão digital físico na parte traseira, mas também é possível definir o reconhecimento facial para desbloquear o smartphone, se preferir.

O visor também tem um recorte de câmara furado e um queixo grande, com este último sendo uma reminiscência do Xiaomi Pocophone F1. Há uma pequena gota no brilho ao redor da câmara, mas só é realmente percetível num ângulo com fundos brilhantes. Os altifalantes (estéreo através do fone de ouvido) são comuns em smartphones. Eles são minúsculos, não têm graves e distorcem um pouco no volume máximo, mas o som é bastante alto.

Software, desempenho e vida útil da bateria

O Nord N10 5G vem com OxygenOS 10.5, uma versão mais antiga do software baseado em Android da empresa. É uma das “skins” favoritas do Android e, embora tenha alguns problemas com a forma como lida com as coisas no fundo, tem uma aparência e uma sensação muito boa. Resumindo: se estiver familiarizado com o Android padrão (ou, na verdade, com o Android), sentir-se-á em casa. Embora algumas coisas sejam alteradas, é mais fácil acostumar-se com algo como o OneUI da Samsung.

Este aparelho apresenta especificações respeitáveis, mas não impressionantes: um chipset Snapdragon 690, 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento (expansível até 512 GB via microSD).

Isso não quer dizer que falte recursos. Os benefícios integrados do OnePlus permitem que você duplique aplicações que não lidam com várias contas, como o WhatsApp. Há também um recurso de “resposta rápida” que faz ótimo uso de multitarefa e é útil para enviar uma mensagem rápida ao assistir vídeos, embora funcione apenas com algumas aplicações. O menu de controlo de volume do OnePlus também é muito melhor do que nas versões anteriores.

Numa nota mais negativa, o OxygenOS também quebra comportamentos esperados com gerenciamento excessivamente agressivo de aplicações em segundo plano (pelo menos, por padrão). Em termos práticos, isso significa que as notificações podem chegar atrasadas para algumas aplicações, e você pode perceber que algumas que precisam de ser executadas em segundo plano não funcionam corretamente o tempo todo.

O desempenho geral é muito bom. A OnePlus conseguiu resolver alguns problemas que os seus dispositivos anteriores ofereciam, para uma experiência muito mais consistente. Por exemplo, o desempenho na maioria dos jogos, como o Fortnite, é aceitável.

Há também uma mudança muito visível no equilíbrio de cores em certas aplicações quando elas possuem um espaço de cores mais amplo enquanto o modo noturno está ligado, visível num grau menor fora dele também, e a OnePlus não oferece opções adicionais de calibração de cores nas configurações. O sensor de impressão digital, estranhamente, também pode demorar para ativar o smartphone e, às vezes, não funciona até que você o ative com o botão ligar/desligar.

O último grande problema que a OnePlus ainda precisa de corrigir é o cronograma de atualização do software: este smartphone é iniciado com o Android 10 e só será atualizado para o Android 11 (que já está a decorrer). Além disso, receberá apenas dois anos de patches de segurança.

Pelo menos a duração da bateria é muito boa. Dura cerca de 8 horas a funcionar continuamente e mesmo em multitarefa, embora quase ninguém seja assim tão exigente com os seus smartphones, pelo que a duração média para uma utilização normal é de um dia e meio. O carregamento rápido de 30 W do OnePlus continua excelente, enchendo a bateria do N10 5G muito rapidamente.

Câmaras

As fotos tiradas pelo Nord N10 5G são bem decentes. O aparelho possui uma grande angular primária, uma ultra grande angular, uma macro e uma câmara monocromática. As advertências usuais para câmaras de médio alcance também se aplicam neste smartphone: uma boa iluminação pode tirar fotos decentes, uma iluminação má torna-as turvas.

Mais especificamente, tende a aumentar a exposição mais rápido do que o ISO, então tente fotografar ao redor disso e não recorte se puder. Não é uma câmara fantástica, mas ainda assim é competente.

A falta de OIS na câmara principal é um pouco problemática, especialmente com os longos tempos de exposição que a câmara necessita em quase todas as condições de iluminação, exceto nas melhores, portanto, mantenha a mão firme. As cores também parecem mais estranhas em comparação com outros smartphones OnePlus.

Como a câmara com filtro de cores do OnePlus 8, a câmara monocromática é acessível através do último modo de filtro “mono”, aparentemente combinando resultados do sensor primário e do secundário monocromático. Surpreendentemente, os resultados fornecem tons mais ricos do que simplesmente editar uma foto semelhante tirada normalmente para monocromático (especialmente quando se trata de vermelhos).

Veredito: OnePlus Nord N10 5G

A OnePlus merece o seu crédito, já que foi uma das fabricantes chinesas que quando se iniciou revolucionou o mercado mobile, com uma excelente campanha de marketing e especificações de topo por preços acessíveis. Apesar de manter essa filosofia, as gamas médias aproximam-se mais da concorrência em termos de preços e especificações, apesar de com a tecnologia 5G, ainda ser difícil encontrar smartphone com estas especificações a baixo preço.

O OnePlus Nord N10 é um equipamento que conseguimos comprar por 243€ através da loja oficial da OnePlus no AliExpress, com armazém em Espanha, o que permite receber o equipamento em, no máximo, sete dias (ou menos). Ora, por este preço e estas especificações, mais a tecnologia 5G, dificilmente encontramos um smartphone a este preço e é isto que a OnePlus te vindo a ser melhor que a concorrência.

Obviamente que por este preço não poderemos esperar um smartphone de topo como a fabricante também tem, mas certamente que é um equipamento que oferece garantia e qualidade por um preço que consideramos aceitável para grande parte da população em Portugal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here