A morte de um gênio chamado Steve Jobs

O Fundador da Apple perdeu a guerra contra o Cancro. Diversas homenagens ao Steve Jobs, co-fundador da Apple, que faleceu nesta quarta-feira com 56 anos.
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, colocou Steve Jobs “entre os maiores inovadores norte-americanos”.

Barack Obama enalteceu “o espírito de engenho norte-americano”, e salientou que a sua criatividade “mudou a forma como cada um de nós vê o mundo”.

Tim Cook, diretor geral da Apple disse que a empresa “perdeu um visionário e um criador de génio, e o mundo perdeu um ser humano incrível. (…) Steve deixou uma empresa que só ele poderia ter construído, e o seu espírito será sempre a base da Apple”.

Mark Zuckerberg, criador do Facebook, escreveu na sua página desta rede social: “Steve, obrigado por seres um mentor e um amigo. Obrigado por mostrares que o que construíste consegue mudar o mundo. Vou ter saudades tuas”.

Bill Gates, fundador da Microsoft, disse que “o mundo vê raramente pessoas que têm uma influência tão importante quanto a que Steve teve. Os seus efeitos serão sentidos por muitas gerações futuras”.

G. S. Choi, CEO da Samsung Electronics, afirmou que “o seu espírito inovador e realizações notáveis ficarão na memória nos quatro cantos do mundo”.

O presidente do México, Felipe Calderón, considerou que Steve Jobs deixa um legado de “luta, inspiração e criatividade”.

Michael Bloomberg, presidente da Câmara de Nova Iorque, salientou que “esta noite a América perdeu um génio, que será lembrado como Edison e Einstein, cujas ideias irão moldar o mundo durante várias gerações.”

O ator e ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, observou que “Steve Jobs viveu o sonho californiano, mudou o mundo e inspirou-nos a todos”.

Robert Iger, diretor geral da Walt Disney, comentou que “o seu legado vai além dos produtos que criou e das atividades que desenvolveu. A sua herança manifestar-se-á nos milhões de pessoas que inspirou, nas vidas que mudou, na cultura que definiu”.

A atriz Eva Longoria descreveu Steve Jobs como um “inspirador para todos e um visionário criativo para o mundo inteiro”.

O realizador Spike Lee também se referiu ao co-fundador da Apple nos mesmos termos: “Um visionário vê as coisas que os outros consideram impossíveis, imagina o mundo que os outros não conseguem imaginar”.

Casado com Laurene Powell desde 1991, Jobs deixa quatro filhos, um dos quais de um relacionamento anterior. Morre dois dias depois de ser apresentado o iPhone 4S.

16 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here