Google faz mudança na Google Play

Em dezembro de 2017 a Google anunciou que a partir de 01 de agosto de 2019 seria necessário que os todos os aplicativos tivessem versões tanto em 32-bit como em 64-bit.

De acordo com o anúncio oficial da Google e do Android os jogos já existentes com versão de 32-bits vão ser atualizados até agosto de 2021 se utilizarem unity 5.6 ou mais velho, porém a partir do dia 01 de agosto de 2021 eles não disponibilizarão apps sem a versão de 64-bit para aparelhos que sejam compatíveis com 64-bit.

Esta regra se aplica a todos os apps escritos em C ou C++ ou apps que tenha links de terceiros. Não se aplica a apps escritos em Java ou Kotlin, também deixando de fora apps APKs e nos pacotes de Android TV e Wear OS que não suportam código em 64-bit. Essas mudanças também não se aplicam a APKs e nos pacotes de apps que foram distribuídos para aparelhos que façam uso do Android 9 Pie ou mais velho.

A Google deixou claro que não vai haver alterações na política de suporte de apps com versão 32-bit e vão continuar entregando esses apps para aparelhos 32-bits.

A companhia também comentou que caso o seu app tenha sido escrito em Java ou Kotlin ele já está apto para ser usado em aparelhos 64-bit.

A razão pela qual a gigante das buscas está fazendo essa mudança é pelo simples fato de os apps que utilizam a versão 64-bit são mais rápidos e eficientes, fazendo com que o utilizador tenha uma melhor experiência ao fazer uso.

Se você não tem certeza se o seu aparelho possui um processador 64-bit, é provável que tenha. Os primeiros chips da Qualcoom saíram em 2015, então caso o aparelho seja dos últimos dois anos, tem uma grande probabilidade de possuir o de 64-bit.

Fontes: ZDNet

HP abre o CES 2019 com ecrãs impressionantes, PCs e inovações em segurança

Na CES 2019, a HP introduziu uma série de novos produtos inovadores, cuidadosamente projetados para as mudanças na forma como as pessoas vivem, trabalham e se divertem.

Os produtos mais recentes da HP oferecem novas maneiras poderosas para os clientes se conectarem, criarem e competirem – incluindo uma linha de novas inovações da Elite com a próxima geração da premiada tela de privacidade Sure View; e o impressionante OMEN X Emperium 65 com Soundbar.

“Esta é uma era empolgante de inovação em PCs, alimentada por novas experiências incríveis em todos os aspetos das nossas vidas. A HP lidera a categoria para o futuro com ecrãs incrivelmente imersivos que dão vida à computação com detalhes vívidos e desempenho, versatilidade e segurança de nível superior que permitem que as pessoas se conectem com confiança a partir de qualquer lugar, a qualquer momento ”, disse Anne-Sophie Hadberg, General Manager EMEA Personal Systems Business, HP Inc. “Sejam os recursos de segurança líderes do setor das nossas mais recentes inovações Elite ou as adições revolucionárias ao nosso ecossistema OMEN, a linha HP CES 2019 está reinventando possibilidades para nossos clientes.”

Tecnologia que alimenta estilos de vida modernos

A HP revelou uma nova linha de monitores Pavilion que imerge os utilizadores no que estiverem a criar e a assistir. O HP Pavilion 27 Quantum Dot é o primeiro Quantum Dot com ecrã de vidro1, com mais de um bilião de cores visíveis. O HP Pavilion 27 FHD oferece uma variedade de recursos exclusivos, incluindo áudio B&O integrado e uma câmara de privacidade pop-up, e o HP Pavilion 32 QHD é um monitor dinâmico com resolução QHD imersiva e pontos de vista impressionantes de praticamente qualquer ângulo.

Além das suas inovações em monitores, a HP apresentou acessórios complementares. Um novo Hub HP ENVY USB-C ultra-fino permite o carregamento e a passagem para o seu notebook com duas portas de carregamento USB-A, bem como uma porta HDMI 2.0 com suporte a resolução 4K. A empresa também lançou a mochila HP 15.6 Odyssey, projetada para transportar laptops HP em grande estilo e disponível em dois padrões de cores geométricas.

A criar o local de trabalho do futuro

A maneira como as pessoas trabalham está a mudar com mais ambientes abertos e conexões através de mais lugares fora do escritório. A segurança é mais importante do que nunca para proteger dispositivos, identidade e dados.

Como parte desse cenário em mudança, a HP revelou uma visão mais segura para o local de trabalho do futuro com a introdução da terceira geração da sua tela de privacidade integrada HP Sure View5 que é bastante popular. Os produtos da New Elite com o HP Sure View Gen3 permitem novas maneiras de trabalhar, protegendo informações confidenciais em qualquer lugar, em mesas e em todo o escritório.

Os novos produtos incluem o HP EliteBook x360 830 G5, o conversível de negócios mais brilhante do mundo2, trazendo a versatilidade x360 para os trabalhadores em movimento. O monitor HP EliteDisplay E243p Sure View é o primeiro monitor do mundo com uma tela de privacidade integrada3 e cria privacidade instantaneamente em espaços de trabalho abertos. O HP EliteOne 800 AiO G5 é o primeiro AiO do mundo com uma tela de privacidade integrada4 e oferece desempenho gráfico discreto de desktop num design elegante que economiza espaço.

Experiências Imersivas de Jogos

O jogador competitivo de hoje exige as mais recentes inovações de ponta, com 97% dos jogadores de desempenho que compram dispositivos facilmente atualizáveis6, e 71% dos jogadores de laptop que se ligam a ecrã grande7. Entender essas importantes perceções dos clientes é o que impulsiona a OMEN by HP a entregar soluções inovadoras e ousadas que levam os jogos a novos patamares.

O monitor para jogos OMEN X Emperium 65 com NVIDIA G-SYNC® HDR é o primeiro monitor de gaming de grande formato com uma barra de som8, levando a experiência de jogo para lugares novos e incríveis com uma incrível taxa de atualização de 144 Hz9.

O display também inclui o OMEN X Emperium Soundbar, vencedor do prémio CES Innovation Award, como o primeiro monitor de grande formato do mundo com uma barra de som10. Esta maravilha de tecnologia de 120 W vem com o LOFAR ™ de Baixa Frequência, a Tecnologia de Redução de Vibração VRT ™ e um sistema de crossover stereo de três vias – que, quando combinados, anulam a necessidade de um subwoofer separado.

A HP está também a atualizar dois dos seus PCs OMEN mais vendidos, para aproveitar a mais nova tecnologia disponível. O mais recente notebook OMEN 15 conta agora com o acréscimo de GPUs NVIDIA® GeForce RTX ™ série 20, que oferece uma maneira totalmente nova de experimentar jogos em movimento e Wi-Fi11 802.11ax opcional, que se combinam para formar um laptop construído para excel 2019.

A versão mais recente do OMEN Obelisk Desktop entra em overdrive com as mais recentes especificações para lidar com os mais rigorosos jogos disponíveis. Agora com capacidade de até 64GB de memória HyperX®, até gráficos NVIDIA® GeForce RTX ™ 2080Ti, até uma 9ª CPU Intel® Core ™ i9-9900K12, SSD duplo com RAID0 e resfriamento líquido, o Obelisk OMEN está pronto para qualquer coisa.

Preços e Disponibilidade

  • O Quantum Dot Display do Pavilion 27 deverá estar disponível em março por um preço estimado de € 429.
  • O HP Pavilion 27 FHD Display já está disponível por um preço estimado de € 329.
  • O HP Pavilion 32 QHD Display deverá estar disponível em fevereiro por um preço estimado de € 449.
  • O HP EliteBook x360 830 G5 deverá estar disponível em abril. O preço será confirmado em breve.
  • O monitor HP EliteDisplay E243p Sure View deverá estar disponível em março. O preço será confirmado em breve.
  • A AiO HP EliteOne 800 G5 deverá estar disponível em julho. O preço será confirmado em breve.
  • O OMEN X Emperium 65 com soundbar integrado deverá estar disponível em março por um preço estimado de € 4.799.
  • Espera-se que o portátil atualizado OMEN 15 esteja disponível em fevereiro, a partir de € 1.699.
  • Espera-se que o atualizado OMEL Obelisk Desktop esteja disponível em março, a partir de € 799. O preço varia dependendo das configurações.
  • A mochila HP 15.6 Odyssey deverá estar disponível em maio, a partir de € 59,99.
  • O Hub HP ENVY USB-C deve estar disponível em março, a partir de € 99,99

Imagem real do Galaxy S10 Plus confirma câmaras frontais no ecrã

Falta pouco mais de um mês para a grande apresentação da Samsung, que decorrerá no dia 20 de fevereiro para apresentar os seus novos topos de gama da linha Galaxy S10. Já sabemos que haverá muitas novidades neste dia, já que além dos novos Galaxy S10, também deveremos conhecer o S10 X, que será o primeiro com 5G. Também o primeiro smartphone flexível deverá ser demonstrado nesse dia.

Apesar de várias imagens criadas pela internet, há poucas imagens reais do equipamento, no entanto esta é uma das primeiras imagens do equipamento, captados a alguém que aparenta ter o que se especula que seja o Galaxy S10 Plus, com duas câmaras frontais integradas no ecrã.

Apesar da má qualidade, o equipamento parece ter algo a proteger o seu design, muito comum quando os equipamentos ainda estão em fase de produção, mas já em testes por funcionários ou pessoas externas ligadas à empresa, para quem, mesmo que imagens do equipamento sejam divulgadas, o design do equipamento não seja divulgado.

Especificações

Segundo os vários rumores que têm surgido até agora, o Galaxy S10 poderá ter quatro variantes, o Galaxy S10 Lite, Galaxy S10, S10 Plus e uma variante com 5G, e deverá ser esta última versão que contará com os 12GB de RAM e 1TB de armazenamento, podendo ser o primeiro equipamento do mercado com estas características.

Desta forma, a Samsung também deverá estrear o Infinity Display, sendo o primeiro da Samsung com ecrã completo na área frontal, com uma grande área de ocupação, sendo que a câmara frontal poderá ser a única coisa na área frontal, como se um buraco no ecrã se tratasse.

Algumas imagens/conceitos divulgados até parecem algo estranhos e deixa-nos com algumas dúvidas, mas tendo em conta que o notch pegou e continua a ser muito utilizado, já não ficámos admirados com nada, na verdade.

Uma das novidades, é uma versão Lite, que poderá ter um ecrã de 5,8 polegadas sem curvatura nas laterais, enquanto o Galaxy S10 e o S10 Plus terão ecrãs curvos e as câmaras serão duplas e triplas, respetivamente. A versão 5G, deverá ter um ecrã de 6,7 polegadas e poderá ser este com o tal ecrã com o “buraco” da câmara.

Preços

Como já tem vindo a público diversas vezes, haverá trêis versões do equipamento, uma versão Lite, uma versão “normal” e um Plus. Desta forma, o Lite terá um preço de £669, aproximadamente 770€/R$3418, enquanto haverá duas versões do S10 normal com um ecrã curvo nas laterais e de 6,1 polegadas. O preço deste equipamento será de £799, 889€/R$3907, pela versão de 128Gb e £999, 1.111€/R$4885, pela versão de 512GB.

Depois, haverá o Galaxy S10 Plus, que custará £899, 999€/R$4396, com 128Gb e £1099, 1222€/R$5374, pela versão de 512GB. Será o Galaxy S10 Plus que terá uma opção com 1TB de armazenamento e que terá um preço record de £1399, 1555€ ou R$6841. Não se sabe se esta última versão será o terminal que já contará com a tecnologia 5G.

Fonte: Reedit

Twitter libera versão cronológica da timeline

Uma nova atualização do Twitter para Android traz a possibilidade de visualizar o feed na ordem cronológica. Opção que já estava disponível para o iOS, desde Dezembro de 2018, está liberada para a versão android da rede social.

A novidade permite o usuário alternar a visualização do feed entre os principais tuítes, baseado nos algoritmos de cada perfil, e os últimos tuítes publicados na ordem de postagem. A opção pode ser vista quando se clica no ícone de brilho no canto superior direito do aplicativo e optar pela visualização de sua preferência.

A atualização foi comemorada pelos usuários da rede social, mas eles relembram também que essa ordem era usada até meados de 2015, desde então o Twitter recebeu diversas criticas por alterar essa característica tão marcante.

Vale lembrar que atualmente o Twitter é única rede social que permite o usuário realizar essa mudança de conteúdo do feed e isso pode indicar próximos passos para as outras redes sociais, como o Instagram e o Facebook, que não operam mais na ordem cronológica.

Xiaomi demonstra o melhor sensor de impressões digitais no ecrã até ao momento

Os fabricantes de smartphones estão retirando lentamente os tradicionais leitores de impressão digital em favor dos sensores no ecrã, mas como a tecnologia ainda é nova, ela ainda tem alguns problemas, como podemos verificar na nossa análise ao Huawei Mate 20 Pro. No caso, é um pouco lento quando comparado com os sensor “normais”.

A maioria dos leitores de impressão digital in-display de primeira geração não é tão rápida quanto os sensores convencionais e a sua configuração geralmente leva algumas tentativas. Além disso, a área de scanner também é limitada, o que significa que o utilizador não pode simplesmente colocar o dedo em qualquer lugar do ecrã e esperar que o dispositivo seja desbloqueado. No entanto, parece que a Xiaomi finalmente encontrou uma maneira de resolver todos esses problemas.

O novo scanner de impressões digitais da Xiaomi pode ser lançado com o Mi 9. O co-fundador e presidente da Xiaomi, Lin Bin, recentemente levou para o Weibo para demonstrar um protótipo que é integrado ao leitor de impressões digitais de última geração da empresa. O vídeo mostra que é necessário apenas um toque para registrar a impressão digital e uma boa parte do ecrã pode ser usado como uma área de digitalização. Essa é uma melhoria significativa em relação à implementação atual da tecnologia, que restringe os usuários a uma área de detecção muito específica.

Lin Bin diz que a área de digitalização é de 50mm por 25mm, que é cinco vezes a área do scanner atual e 15 vezes maior que o scanner de impressão digital convencional usado pela Xiaomi em seus telefones. Tendo em conta as imagens, parece que a tecnologia foi testada no Xiaomi Mi 8, mas ainda não se sabe qual dispositivo Xiaomi que será o primeiro a ser lançado com a tecnologia demonstrada.

O fabricante chinês afirma que integrará seus futuros smartphones com essa tecnologia se receber uma boa recepção, e dado que o scanner parece muito mais confiável e mais rápido do que os outros no mercado, os clientes definitivamente vão estar recetivos.

Atualmente, o Xiaomi Mi 8 Pro e o Mi 8 Explorer Edition são os únicos dispositivos da empresa que vêm com um scanner de impressões digitais no ecrã. É provável que o sensor de dedo na próxima geração faça uma estreia com o Xiaomi Mi 9 ou com o Xiaomi Mi Mix 4.

Já há algumas informações a correr a internet sobre o Xiaomi Mi 9 e o Xioami Mi Mix 4. O Xiaomi Mi 9 será alimentado pelo Qualcomm Snapdragon 855 e rodará em MIUI 10 baseado no sistema operacional Android 9.0 (Pie). Ainda temo informações sobre as dimensões do telefone e indica o tamanho de 155 × 75 × 7.6mm, que é semelhante ao Xiaomi Mi 8.

A bateria do Mi 9 será a mesma que a Mi 8, isto é, 3500 mAh sem o suporte para carregamento sem fio. No entanto, ele virá com um carregador de 32W com suporte de carga rápida Qualcomm QC4.0.

Em termos de câmara, possui um módulo de câmara tripla com sensores de câmara 48MP + 12MP + ToF. A câmara principal de 48MP e é o mesmo sensor IMX586 da Sony que já vimos em dispositivos como o Huawei Nova 4, mas as informações sobre os outros sensores não são divulgadas. Na frente, o Xiaomi Mi 9 possui um sensor IMX576 de 24MP.

Fortnite

Falhas de segurança no jogo Fortnite põem dados dos utilizadores em risco

Um grupo de investigadores da empresa de cibersegurança Check Point descobriu vulnerabilidades no famoso jogo Fortnite, que afetaram os dados dos jogadores, nas várias plataformas onde foi lançado. As falhas de segurança dariam aos criminosos acesso completo às contas, informações pessoais dos utilizadores e a possibilidade de adquirir itens com a moeda virtual do jogo, utilizando os dados de cartão de crédito dos jogadores.

Na mesma avaliação, os investigadores perceberam que os hackers poderiam ouvir as conversas que os utilizadores tinham durante os jogos, o que constitui uma grave invasão da privacidade, uma vez que podiam também ouvir o que se dizia nas suas casas ou nos locais onde jogam. Estas vulnerabilidades podem ter sido exploradas sem que os jogadores tivessem partilhado as suas credenciais, como por exemplo, em sites falsos.

Fortnite

Fortnite

Segundo o relatório da Check Point, houve três falhas de segurança descobertas na infraestrutura web da Epic Games. A equipa descobriu que foi possível roubar as credenciais dos utilizadores através do sistema de tokens, utilizado em conjunto com o sistema SSO (Single Sign-On) utilizado no Facebook, Google e Xbox. As vítimas só teriam de clicar num link de phishing enviado pelos hackers, através de um domínio da Epic Games, para serem afetados. Depois do clique, o token de autenticação do Fortnite passava a ser controlado pelo hacker, sem que o utilizador tivesse digitado as suas próprias credenciais.

A empresa alertou a Epic Games sobre estas vulnerabilidades, que estão, entretanto, resolvidas. No entanto, fica o alerta a todos os utilizadores para permanecerem atentos sempre que existir troca de informação ao nível digital, e que se adotem medidas de segurança. E sobretudo, para questionarem sempre a legitimidade dos links que recebem nas caixas do correio.

A empresa de segurança diz que estão a ser encontradas cada vez mais vulnerabilidades em plataformas que usam aplicações na cloud.

Fonte: Evening Standard

Oppo oficializa um sensor ótico 10x e um sensor biométrico no ecrã maior

A Oppo teve um evento durante o dia de hoje onde apresentou uma nova configuração de uma câmara de 10x, implementando três sensores, juntamente com uma área de sensor de impressão digital integrado no ecrã maior.

Não foi revelado nenhum smartphone real, nem houve qualquer tipo de demonstração, mas a Oppo prometeu que mais vai ser revelada no MWC 2019 no próximo mês.

O zoom ótico híbrido de 10x é conseguido combinando o seu sensor de zoom óptico de 5x com uma lente grande angular, efetivamente fazendo o zoom 10 vezes. Há também um terceiro módulo para encaixes regulares no meio, mas isso não afeta o alcance do zoom.

De acordo com apresentação da empresa, os módulos cobrem o equivalente de 35mm de 15,9-159mm de distância focal. Em comparação, a solução mais versátil até agora é a câmera tripla do Huawei Mate 20 Pro vai de 16mm a 80mm em termos de 35mm.

O novo módulo do Oppo também possui estabilização de imagem Dual OIS para a câmera principal e a lente telefoto. A configuração foi fabricada com mais de 100 patentes de pesquisa e desenvolvimento e foi testada mais de 28.000 vezes. As amostras serão apresentadas em Barcelona no próximo mês, e a Oppo prometeu que a tecnologia será enviada aos fabricantes este ano, sendo que não será exclusiva para os equipamentos da farbicante.

A Oppo também anunciou um scanner de impressão digital maior. O novo sensor será 15 vezes maior que o atual no R17 e poderá ler dois dedos ao mesmo tempo, o que é uma grande novidade, no entanto, tal como as lentes zoom, ainda não estarão disponível no mercado nos próximos meses.

A nova “experiência biométrica”, como foi chamado por um executivo sénior da Oppo, deverá atingir a disponibilidade comercial e os telefones até o final do ano, o que significa que poderemos ver uma versão antecipada do Oppo R19 no MWC 2019.

Fonte: GSMArena

Netflix aumenta preços nos EUA: Brasil e Portugal ainda não

Não há grandes dúvidas que a Netflix é o serviço de streaming de filmes e séries mais utilizado no mundo, com acesso a partir dos 8$ nos EUA. E a notícia de hoje é mesmo sobre os preços, que vão aumentar. A diferença de preçoserá de 1$ na subscrição mais barata, e dois dólares nas subscrições seguintes.

Quanto a Portugal e Brasil, não há quaisquer informações nessa direção, já que a própria Netflix, quando questionava sobre alterações no resto do mundo, afirmou que os aumentos são realizados por região e de acordo com os investimentos de cada país.

Segundo declarações da própria Netflix, este aumento reflete os elevados investimetos que a emrpesa norte-americana tem realizado em produções próprias, permitindo aumentar a experiência dos utilizadores e a melhoria das suas ofertas. O novo preço também afeta outros países latino-americanos, onde os clientes são cobrados em dólares.

Então e Portugal e Brasil?

Por enquanto, não há qualquer referência a possíveis aumentos de preços nos dois países, sendo temos de nos relembrar do último aumento de preços da Netflix, que ocorreu no final de 2017.

Olhando para essa altura, o aumento de preços ocorreu uns meses depois do mesmo ter acontecido nos EUA, portanto é normal que isso possa voltar a acontecer por cá. DEsta forma, é de esperar que possa haver novas informações para breve nos dois países.

Por agora, os preços para Portugal continuam a ser de 7,99€, 10,99€ e 13,99€, enquanto que no Brasil os valores são de R$19,90, R$27,90 e R$37,90.