YouTube começa a bloquear vídeos que ensinam técnicas de Hacking e Phishing

Antes, as empresas afirmavam que o verdadeiro problema com os defeitos de segurança dos produtos era culpa dos investigadores que após descobrirem as falhas de segurança, divulgavam publicamente o problema, o que permitia que os hackers com intenções malicioso pudessem aproveitar essa falha, além de que os clientes e utilizadores passavam a desconfiar dos produtos.

No entanto, agora, os investigadores e os “white hackers” são vistos de maneira diferente, já que além de descobrirem o problema, divulgam às empresas afetadas que podem passar a corrigir o problema. Além disso, grandes empresas têm campanhas de incentivo monetário para quem descobrir falhas de segurança dos seus serviços, como o Google, a Microsoft e o Facebook. Desta forma, existiam vários vídeos no YouTube que demonstravam algumas falhas de segurança. Sim, existiam.

Um dos canais do YouTube mais conhecido no ramo, o Cyber ​​Weapons Lab, de Kody Kinzie, viu o seu canal a ser bloqueado e recebeu uma advertência por infringir as novas políticas do YouTube que foram recentemente atualizadas e poucos deram por isso. Com as novas regras, o YouTube proíbe de publicar vídeos de “mostram ao utilizador como contornar a segurança de sistemas computacionais (hacking) ou como roubar as credenciais e dados pessoais de um utilizador (phishing)”.

Com estas novas regras, poderá ser difícil de separar o “white hacking” dos hackers mal intencionados, no entanto, o Google decidiu que não quer mais vídeos na sua plataforma que ensinem os utilizadores a contornar sistemas de segurança, mesmo que isso seja uma forma de alertar a empresa de um problema com o seu produto ou serviço.

No entanto, também temos de perceber que existe diverso conteúdos que apesar de ser relacionado, tem como objetivo uma parte educacional, logo não deveria estar inserido nesta área e vir a ser bloqueado. No entanto, esperamos que o algoritmo do Youtube consiga fazer uma filtragem de qualidade para quem isso seja bem feito.

Certo é que, apesar de os canais ainda estarem ativos e online, é possível que comecem a ver os seus conteúdos bloqueados e, possivelmente contas bloqueados por, supostamente, incentivar ao hacking. Veremos qual será a atitude doo Youtube daqui para a frente em relação a isto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here