Youtube eliminou milhares de vídeos extremistas

A luta das grandes empresas tecnológicas contra o terrorismo e o extremismo está cada vez mais avançada, mas mesmo assim ainda há muito a fazer. Se para as redes sociais baseadas em textos já é uma tarefa difícil de ser feita, quando se trata de vídeos esta torna-se ainda mais difícil. Por essa razão o Youtube não tem avançado muito contra esta luta.

Para já o famoso site de partilha de vídeos já eliminou centenas de vídeos de al-Awlaki, uma das principais personagens a incentivar a guerra e violência contra os Estados Unidos da América bem como ataques terroristas em vários pontos do globo. De acordo com o The New York Times estes vídeos datavam de 2010 e todos eles incitavam de forma expressa a violência. Desde o início al-Awlaki associava-se a mais de 70 mil vídeos, hoje apenas estão disponíveis 18 600 vídeos.

As regras de conteúdos do Youtube proíbem vídeos deste tipo, porém esta decisão de eliminar definitivamente uma quantidade tão grande de vídeos do mesmo utilizador é inédita. Pressionado pelos diversos governos o Youtube deverá nos próximos tempos melhorar as suas políticas de revisão de vídeos.

Veja também...

Deixe o seu comentário