Xiaomi prepara fábrica para produzir 300 mil automóveis elétricos por ano

É verdade que a Xiaomi ficou conhecida pelos seus smartphones, mas quem acompanha o mercado tecnológico e a Xaiomi, sabe que a empresa é muito mais que isso. Mesmo muito, já que tem diversos produtos á venda, tanto tecnológicos, como até guarda-chuvas, por exemplo. Mas se no mercado tecnológico a inovação tem sido uma forte aposta da empresa, não ficámos surpreendidos pelo anúncio de quem pretende apostar nos automóveis elétricos.

Foi em setembro que a Xiaomi anunciou que tinha acaba de criar a sua divisão de automóveis elétricos, e no iníci odeste mês voltou a falar de automóveis, para referir que a produção dos novos automóveis iriam começar no início de 2024, sendo que pouco depois deveriam chegar ao mercado chinês. Mas começamos a saber mais algumas informações, nomeadamente qual o objetivo da Xiaomi para a sua primeira fábrica.

A gigante chinesa Xiaomi está a aventurar-se no mundo automóvel e construirá uma fábrica que pode produzir até 300.000 veículos por ano em Pequim. As autoridades da capital da China revelaram que a planta será construída em duas fases. A Xiaomi também estabelecerá a sede de sua divisão automotiva, bem como escritórios de vendas e pesquisa, na Zona de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Pequim, segundo a agência Reuters.

blank

Não está claro quando a construção da fábrica começará, mas o presidente-executivo da Xiaomi, Lei Jun, diz que o local deve ser capaz de iniciar a produção em massa em 2024. Foi apenas em setembro que a marca de tecnologia anunciou a formação da Xiaomi EV Company Limited, seu departamento automóvel. A marca EV tem um capital registrado de 10 bilhões de RMB (US $ 1,5 bilhão) e foi formada após a Xiaomi passar cinco meses conduzindo pesquisas a consumidores e inspeções na cadeia da indústria. Em setembro, a divisão EV já tinha 300 funcionários.

A Xiaomi ainda não apresentou um roteiro detalhado para a sua aventura no mundo dos veículos elétricos, embora a construção de uma grande fábrica sugira que a empresa não fará parceria com uma produtora já existente nem com uma fabricante contratada para dar vida ao seu primeiro veículo. A Xiaomi diz que está disposta a gastar US $ 10 mil milhões no seu empreendimento de EV nos próximos 10 anos.

Mas o investimento já está a “rolar”, já que em agosto a Xiaomi comprou a Deepmotion Tech, uma empresa especializada em condução autónoma, o que permite especularmos que os carros da Xioami terão sistemas avançados de assistência ao condutor. Mas uma coisa é certa, novas informação devem surgir nos próximos tempos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here