Xiaomi copia a pior decisão da Apple nos últimos tempos

Isto parece irónico, já que foram várias as fabricantes que gozaram com a Apple após a decisão interessante que tomaram no lançamento do iPhone 12. A Apple, apresentando-se como amiga do ambiente e com base no excedente de cabos e carregadores que existe no mercado que acaba sem destino e a poluir o ambiente, decidiu não enviar os novos iPhones de 2020 com carregadores. Uma ação rapidamente aproveitada pelas concorrentes para gozarem com a fabricante norte-americana, mas que como costuma acontecer, acaba por ser seguido por essas mesmas empresas.

A Samsung já tinha sido apontada como uma das fabricantes que, também, deixaria de vender os smartphones com carregadores e agora é a vez da Xiaomi que acaba por tornar este rumor oficial, através do seu CEO, Lei Jun, na rede social Weibo, com a mesma afirmação das preocupações ambientais.

Vamos já afirmar que a justificação é bem legítima e quantos de nós não temos carregadores ou cabos nas gavetas sem utilização e que, mais cedo ou mais tarde, irá acabar no lixo? Aqui a questão é a Xiaomi ter mesmo sido uma das empresas que gozou com a Apple mal a fabricante tornou oficial os novos iPhones.

Foi através da rede social Weibo que o CEO da Xiaomi confirmou que o novo Xiaomi Mi 11 não terá carregador na caixa. Segundo o próprio, esta é a resposta ao equilíbrio entre a tecnologia e a proteção ambiental, sendo que aponta para hoje, durante a apresentação do Xiaomi Mi 11, mais informações, afirmando que espera ter o suporte dos fãs.

Há, de fato, um forte argumento ambiental para não incluir carregadores supérfluos com telefones novos, especialmente se os carregadores forem idênticos às dezenas de outros que a maioria das pessoas já possui. Mas parece que, à medida que os fabricantes de telefones continuam a aumentar os preços de seus novos dispositivos, eles estão de alguma forma encontrando maneiras de dar aos clientes menos – sem conectores de fone de ouvido, sem recargas – do que faziam no passado, aumentando as suas margens de lucro. No entanto, os rumores apontam que a Samsung terá os seus novos Galaxy S21 mais baratos que os antecessores, o que pode ser justificado mesmo pela falta de carregador. Vamos ver.

A decisão da Apple de não incluir carregadores com o iPhone 12 foi recebida com algumas críticas e os concorrentes como a Samsung lembraram os clientes num anúncio de que ps carregadores foram “incluídos em seu Galaxy”. Esse anúncio do Galaxy aparentemente foi excluído, sendo que continuam a surgir rumores de que a Samsung não incluirá um carregador em seus próximos telefones Galaxy S21.

Pouco depois do lançamento do iPhone 12, Xiaomi twittou que “não deixou nada fora da caixa” para seu Mi 10T Pro, adicionando um pequeno videoclipe que mostra uma caixa de Mi 10T com um carregador dentro. Talvez a conclusão aqui seja que as empresas devem manter a equipe de marketing informada sobre as futuras decisões de produtos.

Fonte: Engadget

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

3 COMENTÁRIOS

  1. O que é verdadeiramente criticável é o facto de uma marca invocar razões ambientais para tomar uma decisão simplesmente ridícula. O que as marcas perseguem é o lucro puro e duro. não me venham cá com tretas destas. Porque não criticam isto? Ou seja, retiram cabos, carregadores e auscultadores e aumentam o preço? Pelo menos a Samsung baixa-os!!
    Além do mais, a culpa das outras marcas fazerem o mesmo, é dos chamados “carneirinhos”, ou seja os tipicos tapadinhos da marca da maçã mordida que “mamam” tudo o que esta quer! Agradeçam a esses tótós!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here