Xiaomi Cloud: Xiaomi deixa cair aplicação concorrente à Apple e Google

A Xiaomi vai descontinuar ainda este ano a funcionalidade que tornava possível sincronizar o conteúdo da Galeria com o serviço Xiaomi Cloud.

O Xiaomi Cloud é um serviço parecido ao que a Apple oferece aos seus utilizadores com o iCloud, ou seja, é onde os utilizadores podem guardar várias informações, nomeadamente fotografias e vídeos, nos servidores da empresa.

A par deste anúncio, a empresa tranquilizou logo os seus utilizadores assegurando que ninguém perderá acesso aos seus ficheiros. No futuro, todo o conteúdo da Galeria passará a ser sincronizado com o Google Fotos. A Xiaomi vai disponibilizar um método simples para que os seus utilizadores possam migrar as fotografias e vídeos para o serviço da Google, sendo possível, posteriormente, descarregar estes conteúdos multimédia para o PC.

Além disso, outros itens como notas, contatos e mensagens ainda poderão utilizar o Xiaomi Cloud. O término da sincronização com a nuvem é exclusivamente para fotos e vídeos. De recordar que em 2020, a sul-coreana já tinha deixado de oferecer essa alternativa aos utilizadores.

O backup de vídeos e imagens para a Samsung Cloud foi interrompido oficialmente em 2021. A sugestão que a empresa deu como alternativa foi a de se usar o OneDrive da Microsoft. Três etapas ocorreram para a conclusão, desde a limitação do uso até ao completo fecho da conexão.

Outro exemplo, mas não tão drástico, foi quando a Google tomou a decisão de acabar com o backup ilimitado na sua plataforma, em 2021, seis anos após o lançamento do serviço. Desde então, os consumidores têm a alternativa de usar 15 GB de armazenamento gratuito ou assinar o Google One.

Esta ainda se apresenta como a opção mais interessante do segmento, pois além de ser barata, a app está presente em todos os dispositivos móveis da atualidade, da Apple à própria Xiaomi.

Fonte: GizmoChina

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui