Xiaomi celebra sete anos e aponta o futuro

Passaram sete anos desde que a marca chinesa de tecnologia Xiaomi se estreou no mercado. O primeiro produto, o smartphone Xiaomi Mi 1, rapidamente se destacou entre os críticos ocidentais como preço reduzido a alta qualidade, tendo as semelhanças com a Apple valido a designação de “Apple chinesa”. A genética da marca rapidamente se estabeleceu, e ainda hoje mostra força cada vez mais evidente nos tops de vendas mundiais.

Ao longo do tempo a gama de produtos da Xiaomi foi-se expandindo, além do campo tecnológico onde começou a comercializar os mais variados artigos além dos smartphones, a empresa viu uma oportunidade nos acessórios variados para o lar, é o caso do purificador de ar, da panela de cozer arroz inteligente, entre outros. O software passou a ser também um campo de dedicação da empresa. A capa de personalização do Android MIUI ampliou a sua utilização e está já numa miríade de equipamentos que incluem televisores e routers, todos eles fabricados pela Xiaomi.

Entre os principais concorrentes do mercado a Xiaomi é uma das marcas mais novas. A IBM conta com 106 anos de existência, a Microsoft soma 42 anos e a Apple 41. A rival mais direta no mercado da Xiaomi, a também chinesa Huawei tem 30 anos e hoje em dia todas elas se encontram entre os mesmos níveis de vendas.

A credibilidade da marca chinesa atingiu assim padrões bastante elevados, já que a sua juventude não foi sinónimo em momento algum de imaturidade. Para o futuro breve a empresa mostrou já todos os indícios de que quer conquistar espaço e quer liderar a breve trecho e em vários campos. A próxima revolução deverá chegar com o segundo smartphone da marca assinado por Philippe Starck, o Mi Mix 2 que chegará em breve e servirá para confirmar a qualidade do topo de gama Mi 6 lançado há alguns meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here