Xiaomi aposta forte em Portugal e quer chegar a todas as famílias

Se segue o segmento da tecnológica, certamente que já ouviu falar da Xiaomi, uma marca chinesa que tem crescido muito, iniciando-se na China e mesmo antes de ter presença na Europa já havia muitos utilizadores com os seus smartphones nas mãos, devido à sua excelente qualidade preço, muito graças à imposição da própria marca em ter uma margem de lucro inferior a 5%.

Apesar de inicialmente ser conhecida pelos seus smartphone, a sua oferta no mercado já é muito vasta, com mais de 2 mil produtos, apesar de na Europa a sua oferta ainda não ser a mesma que na China. No entanto, esse é um passo que a marca quer dar na Europa, estreando oficialmente uma estrutura local, liderado por Tiago Flores, Country Manager da marca para o mercado português e que não foi pargo nas palavras: o objetivo é chegar a todas as famílias portuguesas com, pelo menos, um gadget da marca.

Foi hoje que a Xiaomi fez um evento na sua Mi Store do Colombo, que oficializou a estrutura local da marca, bem como os objetivos da marca para os próximos anos. E, tal como tem crescido muito mundialmente e em Portugal, quer continuar a fazê-lo com objetivos claros e ambiciosos.

Começando pelos dados já alcançados pela marca, segundo a Canalys, já ultrapassou chegou ao terceiro lugar a nível mundial, ficando logo atrás da Apple e da Samsung, mas na Europa e em Portugal está melhor, com um 2º lugar com uma quota de mercado de 17% no nosso país, logo atrás da Samsung. A grande referência da marca na Europa é Espanha, onde já lidera há algum tempo, sendo que no primeiro trimestre obteve 35% de quota de mercado.

“Queremos ser a marca mais conectada em Portugal. Já somos no mundo e queremos ser em Portugal”, afirmou Tiago Flores, continuando a dizer que “em três anos queremos estar em 5 milhões de casas em Portugal”, sendo que quer ter pelo menos 1 mi fan em cada família.

Mas a Xiaomi quer ir mais longe, não só em Portugal. Já não é apenas uma fabricante de smartphone, com diversos produtos nas mais variadas áreas, sendo que oficialmente já anunciou que vai investir nos automóveis elétricos, prevendo investir 10 mil milhões de dólares nos próximos 10 anos. Nos próximo cinco anos, prevê investir sete mil milhões de dólares no desenvolvimento do ecossistema 5G com IoT, área que prevê ser o futuro dos produtos conectáveis.

Ainda há muitos produtos que não estão na Europa e nem em Portugal, mas a proposta da Xiaomi é trazer cada vez mais equipamentos para a Europa e Portugal, sendo que no nosso país vão chegar novos produtos já durante as próximas semanas. Os novos televisores Mi TV P1 Series são um dos produtos a chegar em breve e destacam-se por terem a capacidade de controlo pela Mi Home e Google Assistant.

O novo Redmi Note 10 também é um dos produtos já a caminho de Portugal, sendo que o topo de gama Xiaomi Mi 11 Ultra também já pode ser adquirido em Portugal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here