Wikipedia, Google e mais em protesto contra lei nos EUA

Vários são os sites que protestam contra a nova lei SOPA, que pode meter a Internet em risco. Wikipédia e a Google são das principais empresas a aderirem.

Hoje foi o dia decidido para o protesto contra a SOPA (se não sabe o que é, siga o link). Já alguns sites tinham prometido atitudes de drásticas.

Vários sites aderiram ao protesto de hoje contra esta lei que está a ser votada nos Estados Unidos e que pode meter em perigo a liberdade da Internet.

A Wikipédia foi uma das mais drásticas na sua atitude. Decidiu desligar a Wikipédia por 24h, a versão inglesa, deixando uma imagem com cores pretas e uma mensagem indicando o porquê de a Wikipédia estar inacessível, com links para uma melhor explicação da lei que será votada.

O WordPress também mudou a sua página inicial, deixando uma página com toda a informação do que se está a passar, com vídeos e, claro, links directos para contactar os deputados que irão votar nesta lei.

O Google teve uma atitude mais “calma”, decidiu meter uma faixa preta em cima do logótipo, deixando, também, um link para que os utilizadores percebessem porquê.

A maioria dos sites, decidiu meter cores de preto em algumas zonas dos sites, deixando um aviso sobre esta lei, com links para a explicação dessa lei.

Mas não foram só sites internacionais a efectuarem o protesto. O Telemóveis.com, também decidiu juntar-se a este protesto, mudando a página inicial com um texto sobre o assunto, não estando acessível aos conteúdos do site, tal como a Wikipédia fez.

Com este protesto, será posto em prova o que o poder da internet tem.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here