Websummit em Portugal até 2018: novo acordo por mais dez anos

3 de Outubro de 2018
9 Partilhas 95 Visualizações
Passatempo Galaxy A7

Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, António Costa, Primeiro-ministro de Portugal, e Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, anunciaram hoje que Lisboa continuará a ser a cidade anfitriã do Web Summit durante a próxima década, conforme o acordo estabelecido, assim como um substancial aumento do espaço disponível para o evento, de forma a acompanhar o seu rápido crescimento.

O Governo Português estima que a Web Summit terá tido um impacto económico superior a 300 milhões de euros no país, contribuindo ainda para promover Portugal e posicionar as empresas portuguesas no mercado global. Portugal foi, aliás, descrito recentemente pelo The Wall Street Journal como “uma das estrelas mais brilhantes da Europa, onde as startups tecnológicas proliferam e o investimento continua a aumentar”.

Depois de um longo processo de negociação, que durou mais de um ano e que envolveu ofertas de mais de 20 das maiores cidades europeias – incluindo Berlim, Paris, Londres, Madrid, Milão e Valência – a maior conferência mundial dedicada à tecnologia chegou a um acordo, com a duração de dez anos, com o Governo Português e a Câmara Municipal de Lisboa. Tendo em conta este acordo de longa duração, a Web Summit prevê aumentar o seu escritório de Lisboa com 100 novas contratações.

Do acordo faz também parte a duplicação do espaço para a realização da Conferência – até 2022 – com vista a responder ao contínuo e rápido crescimento da Web Summit desde o seu início. A primeira fase de expansão começará nos próximos meses e deverá estar concluída até ao início da Web Summit 2019. Nas duas fases seguintes, prevê-se que a dimensão do espaço da Conferência duplique a dimensão atual.

Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, afirma: “Estamos muito entusiasmados com o facto de continuarmos em Portugal. Sem conseguirmos aumentar a dimensão do espaço para a Conferência isto não teria sido possível. Até há poucos meses não acreditávamos que fosse possível. Os planos são incríveis e estamos muito gratos a todos os que neles trabalharam.

A Web Summit agradece a todas as extraordinárias cidades com quem trabalhámos no último ano. Mais de 20 cidades concorreram para acolher a Web Summit e estamos lisonjeados pelas ofertas apresentadas por cidades tão diversas como Londres e Valência e pela disponibilidade e empenho de Primeiros-ministros, Presidentes e Presidentes de Câmara de toda a Europa. Este é um momento incrível para as cidades Europeias, que prosperam com um crescimento de startups nunca antes visto e com origem em variadíssimas cidades e regiões. Este acordo dá segurança e estabilidade aos nossos visitantes que vêm de mais de 200 países de todo o mundo, assim como aos milhares de parceiros e expositores.”

Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, sublinha: “Este acordo de dez anos com o Web Summit será decisivo para tornar Lisboa numa capital de excelência para a inovação, o empreendedorismo e o talento. Estou seguro que os próximos anos serão marcados pelo crescimento exponencial do investimento em TI e do emprego na cidade. Estamos muito satisfeitos por podermos continuar a fazer parte da História com a Web Summit!”

A Web Summit, o Governo Português e a Câmara Municipal de Lisboa estão também comprometidos, em obter resultados ambiciosos ao nível da sustentabilidade. A eliminação de plásticos descartáveis de uso único, uma política de desperdício zero alimentar, assim como a realocação e reutilização de materiais de construção são apenas algumas das formas como o Governo Português e a Câmara de Lisboa pretendem apoiar os esforços da Web Summit.

Artigos interessantes

Linha Enjoy da Huawei já vendeu mais de 45 milhões de unidades
Huawei
23 Visualizações
Huawei
23 Visualizações

Linha Enjoy da Huawei já vendeu mais de 45 milhões de unidades

Wagner Pedro - 19 de Outubro de 2018

Recentemente, a Huawei anunciou dois novos smartphones da linha Enjoy na China: o Enjoy Max e Enjoy 9 Plus. Durante…

Guerra económica. A indústria robótica da China sofre um pesado abrandamento.
Tecnologia
20 Visualizações
Tecnologia
20 Visualizações

Guerra económica. A indústria robótica da China sofre um pesado abrandamento.

José Candeias - 19 de Outubro de 2018

As vendas de robots industriais na China, o maior mercado do mundo para esta indústria, vão voltar a crescer em…

Essential demite cerca de 30% dos seus funcionários
Diversos
30 Visualizações
Diversos
30 Visualizações

Essential demite cerca de 30% dos seus funcionários

Wagner Pedro - 19 de Outubro de 2018

Há três anos, nascia a Essential Products, uma startup fundada pelo co-criador do Android Andy Rubin. Infelizmente, a empresa não obteve…

Comente

O seu email não será publico

Partilhe nas Redes Sociais

Se gosta do artigo, partilhe com os seus amigos