Voz de Stephen Hawking foi enviada para buraco negro a 3.500 anos-luz de distância

A voz do físico britânico Stephen Hawking foi enviada para um buraco negro a 3500 anos-luz de distância da Terra, acompanhadas de uma música do compositor grego Vangelis, conhecido pela composição ‘Chariots of Fire’. Esta foi uma iniciativa da Agência Espacial Europeia (ESA).

A música com palavras do físico britânico foi enviada a 15 de junho depois da cerimónia fúnebre que decorreu na Abadia de Westminster, em Londres, onde as suas cinzas foram depositadas. Stephen Hawking ficará entre Isaac Newton, que descreveu a lei universal da gravitação, e Charles Darwin, que formulou a teoria da evolução.

Familiares, amigos e colegas marcaram presença na cerimónia e entre eles estiveram o astronauta Tim Peake, o ator Benedict Cumberbatch, que encarnou Stephen Hawking num filme, o astrofísico Martin Rees e o físico teórico e especialista em ondas gravitacionais Kip Thorne (Nobel da Física de 2017). Também assistiram à cerimónia cerca de mil pessoas de mais de uma centena de países, selecionadas através de uma votação que teve mais de 25 mil candidaturas.

O cientista mais conhecido do século faleceu em março aos 76 anos de idade, depois de viver 55 anos com esclerose lateral amiotrófica.

Uma das áreas que estou mais intensivamente foi, precisamente, as origens do Universo ou os mistérios dos buracos negros.

O registo da sua voz seguiu, então, em direção ao buraco negro mais próximo da Terra, o 1A 0620-00, que existe num sistema binário com uma estrela laranja anã bastante comum. Os cientistas da ESA usaram a antena da estação de Cebreros, em Espanha, para enviar o registo.

Mark McCaughrean, conselheiro para a ciência e exploração da ESA. , explicou que a peça musical de Vangelis tem cerca de seis minutos e a voz de Stephen Hawking está no meio: “É uma mensagem de paz, esperança, união e a necessidade de vivermos juntos em harmonia neste planeta”. Hawking era ateu.

No final da cerimónia, os presentes receberam ainda um CD com a música enviada para o espaço.

“Acreditamos ser fundamental que a ciência e a religião trabalhem juntas para procurar responder às grandes questões do mistério da vida e do universo”, disse o reitor de Westminster, John Hall.

Stephen Hawking
Stephen Hawking

O legado de Hawking

Muitos consideravam Hawking o maior cientista ae sua geração, tendo superado uma doença debilitante para conquistar um público mundial pelo seu trabalho exemplar na área da física teórica.

Stephen Hawking nasceu em Oxford, Inglaterra, em 1942, no 300.º aniversário da morte do astrónomo e também físico Galileo Galilei. Juntamente com o colega físico Roger Penrose, Hawking fundiu a teoria da relatividade de Einstein com a teoria quântica para sugerir que o espaço e o tempo começavam com o Big Bang e terminavam em buracos negros.

O físico inglês também publicou livros que se tornaram muito populares e que permitiram que os leitores percebessem o que estava em causa nas suas investações sobre os mistérios do universo. “Uma Breve História do Tempo”, o mais popular, vendeu mais de dez milhões de exemplares.

A vida de Stephen Hawking já foi contada em dois documentários e dois filmes.

Fonte: CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here