Vírus que rouba dados de cartões de crédito ataca através do Instagram

InstagramO malware Zeus foi modificado para atacar através do Instagram, roubando dados de cartões de crédito que depois são vendidos na internet por um preço irrisório: seis dólares por cada 1.000 números.

Contudo, além de roubar os dados, o vírus também força as contas infetadas a seguir certos utilizadores do Instagram e a gostar de fotografias. E o mais curioso é que este tipo de consequências provocadas pelo Zeus é mais bem paga do que as informações relativas aos cartões (entre 15 a 30 dólares por cada 1.000 seguidores e ‘likes’).

Os dados foram divulgados pela agência de tecnologia RSA e revelam a importância cada vez maior da popularidade nas redes sociais no que toca à propagação das marcas e seu crescimento.

O conhecido malware Zeus foi crado em 2007 para roubar dados bancários e informação relativa a cartões de crédito, mas esta versão foi alterada para funcionar no Instagram com vários outros objetivos. Ainda não se sabe quantos utilizadores da rede social foram infetados com o vírus até agora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here