Vídeos a 60 fps suportados pelo Youtube

31 de Outubro de 2014
246 Visualizações
1 Comentários

youtube

A plataforma multimédia mais usada no mundo, o Youtube da Google passa a suportar upload de vídeos com 60 frames por segundo por parte de todos os utilizadores que criem com este frame rate.

De uma forma resumida o Frame Rate o número de imagens por segundo que um vídeo produz representando uma maior ou menor fluidez o que permite uma melhor visualização e definição. Para aceder aos 60fps a qualidade do vídeo deverá ter no mínimo 720p (HD) ou superior.

Para melhor compreender a diferença e experiencia dos 60fps e os 30fps e experiencia de visualização deixamos um vídeo sobre o jogo Battlefield 3:

httpv://www.youtube.com/watch?v=asjfv3BM0ZY

Este suporte anunciado aos 60fps pelo Youtube resulta da necessidade de satisfazer utilizadores mais exigentes mas sobretudo da pressão exercida por responsáveis de canais para rentabilizar ainda mais os seus vídeos.

Artigos interessantes

Imagem real do Galaxy S10 Plus confirma câmaras frontais no ecrã
Destaques
45 Visualizações
Destaques
45 Visualizações

Imagem real do Galaxy S10 Plus confirma câmaras frontais no ecrã

Bruno Peralta - 17 de Janeiro de 2019

Falta pouco mais de um mês para a grande apresentação da Samsung, que decorrerá no dia 20 de fevereiro para…

Twitter libera versão cronológica da timeline
Redes Sociais
23 Visualizações
Redes Sociais
23 Visualizações

Twitter libera versão cronológica da timeline

João Pedro Souza - 17 de Janeiro de 2019

Uma nova atualização do Twitter para Android traz a possibilidade de visualizar o feed na ordem cronológica. Opção que já…

Xiaomi demonstra o melhor sensor de impressões digitais no ecrã até ao momento
Destaques
3 Partilhas46 Visualizações
Destaques
3 Partilhas46 Visualizações

Xiaomi demonstra o melhor sensor de impressões digitais no ecrã até ao momento

Bruno Peralta - 16 de Janeiro de 2019

Os fabricantes de smartphones estão retirando lentamente os tradicionais leitores de impressão digital em favor dos sensores no ecrã, mas…

Comente

O seu email não será publico