Viciação de resultados pode envolver jogadores da seleção italiana

Domenico Criscito, jogador da seleção italiana

Dois jogadores da seleção italiana estão envolvidos no caso Calcioscommesse referente a viciação de resultados no campeonato italiano. Esta amanhã a policia italiana fez buscas no quarto de Domenico Criscito, jogador da seleção que se encontra no centro de estágio e deteve 19 pessoas, entre as quais o capitão da Lazio de Roma, Stefano Mauri.

De acordo com a agência italiana ANSA, dos 19 detidos esta manhã, onze são jogadores de futebol. Como avança o jornal Público está-se também a investigar o possível envolvimento do treinador da Juventus, Antonio Conte, vencedor doscudetto este ano. Os agentes da polícia italiana entraram, de madrugada, no centro de estágio da seleção italiana, em Florença, e  interrogaram Criscito, jogador dos russos do Zenit de S. Petersburgo – que faz parte dos 32 jogadores do pré-estágio da seleção e é apontado como um dos 23 eleitos para o Euro.

Os dezanove detidos são suspeitos de envolvimento em viciação de resultados, ou seja, são suspeitos de associação criminosa e de fraude desportiva. A investigação decorre em Cremona, no Norte de Itália, sobre viciação de resultados de jogos de futebol para apostas, avança o Público.

A operação chamada “Last Bet” (última aposta em português) envolve vários futebolistas suspeitos de receberem dinheiro em troca de resultados combinados. A imprensa italiana afirma que as suspeitas na Serie A recaem sobre os jogos que envolveram as equipas Nápoles, Sampdoria, Brescia, Bari, Lecce, Palermo, Lazio e Génova.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here