Várias cidades francesas registam cortes na internet na sequência de atos de vandalismo

Em França foram vários cabos de fibra óptica que, aparentemente foram intencionalmente cortados, causando interrupções e lentidão na Internet em diversas cidades. Os cabos que ligam Paris às cidades de Lyon, Estrasburgo e Lille foram cortados fisicamente em vários lugares.

“Os cabos de Internet foram cortados na região de Ile-de-France, o que está a afetar a rede fixa e móvel. Estamos em contato com as operadoras que estão a trabalhar para restaurar o serviço”, disse o ministro para assuntos digitais Cedric num tweet.

A mídia francesa relatou grandes interrupções na internet em cidades como Paris, Lyon, Bordéus, Reims e Grenoble.

Por agora não se sabe quem possa estar por trás de um ato de vandalismo aparentemente em grande escala e coordenado. Embora tenham acontecido dias depois de uma eleição presidencial ferozmente contestada, Cedric, não sugeriu sabotagem.

A SFR disse que sofreu “vários cortes de fibra” na região de Paris e em Lyon, no sudeste da França.

“As equipes técnicas da SFR estão totalmente mobilizadas”, disse a empresa em comunicado, alertando que os reparos podem levar algum tempo porque os principais cabos ‘backbone’ foram alvos.

O Le Parisien informou que os cabos subterrâneos foram danificados em Fresnes-en-Woëvre (Meuse), Meaux e Souppes-sur-Loing (Seine-et-Marne) e Le Coudray-Montceaux (Essonne).

“Esse tipo de incidente nessa escala nunca acontece”, disse uma fonte de segurança à AFP sob condição de anonimato. “É a primeira vez e não sabemos quem é no momento.”

As operadoras Bouygues Telecom e Orange disseram que não foram afetadas. Em março de 2020, os cabos de fibra ótica usados ​​para a rede da Orange foram intencionalmente cortados na região de Paris.

No início de 2020, o Departamento de Segurança Interna escreveu em um relatório de inteligência visto pela ABC que “teorias da conspiração que ligam a disseminação do Covid-19 à expansão da rede celular 5G estão a provocar ataques contra a infraestrutura de comunicações globais e que essas ameaças provavelmente aumentam à medida que a doença continua a se espalhar, incluindo apelos à violência contra os trabalhadores das telecomunicações”.

Fonte: Trtworld

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui