Um robot a tomar conta do bebé.

Red Magic 3S

Hoje em dia já criaram robots para controlar os equipamentos da casa, para cozinhar, para conduzir, para empilhar, porque não um robot para tomar conta dos bebés? Pois é. Criaram um robot que é, nada mais nada menos que, um berço para bebés. Este robot embala o bebé enquanto dorme e emite som que o acalma. O bebé adormece numa questão de minutos.

Snoo bassinet trata-se um de berço que se ocupa das tarefas do bebé enquanto este dorme. Desta maneira os pais exaustos podem tentar descansar mais um pouco. Ou poderão se sentir culpados por colocarem o seu bebé nas mãos de um robot? O preço deste robot está nos $1300.

Este berço foi um dos equipamentos tecnológicos apresentados no CES 2020 em Las Vegas. Podemos também adiantar que não é o único equipamento que pode embalar o bebé. MamaRoo foi criado por quatro mães e vai ser lançado em fevereiro. O preço deste baloiço já é mais convidativo, ronda os $300.

A presença dos vários stands de tecnologia no CES veio frisar o quão importante é a tecnologia tanto nas nossas vidas como nas vidas dos nosso bebés.

Segundo o CEO do Happiest Baby, a empresa criadora do Snoo, os pais estão a usar tecnologia para os ajudar. Não existe nada de errado nisso, pelo contrário, trata-se de uma atitude inteligente.

O mercado da tecnologia para bebés tem a previsão de atingir $16,78 biliões até 2025, pelo que as empresas estão dispostas a adicionar um twist nas suas criações. Os primeiros passos na área do bebé foi a existência de equipamentos que tentavam se comparar a produtos já existentes no mercado, como por exemplo termómetros ou balanças com aplicações para o telemóvel.

O inicio da tecnologia na área do bebé pode não ter ser sido muito apetecível para a maioria dos pais mas a criação do Snoo e outros produtos similares abre um conjunto de opções mais apeteceis e úteis para os pais.

A questão que mais pode influenciar os pais na compra do Snoo é o preço, mas a empresa apresentou a opção de se alugar o produtos por $100 por mês, preço mais convidativo.

Agora resta aos pais porem a culpa de lado e deixarem os robot tratarem o tempo de descanso tanto dos pais como dos bebés.

Fonte: CNET

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here