Uber focada no desenvolvimento de bicicletas elétricas invés de automóveis

29 de Agosto de 2018
7 Partilhas 123 Visualizações

Uber fez parceria com a Lime, cujas scooters estão disponíveis em várias cidades, incluindo Paris. A companhia diz que planeia concentrar-se mais nos seus negócios com scooters e bicicletas elétricas, e menos em carros, apesar do facto de isso poder prejudicar os lucros da empresa.

Dara Khosrowshahi, diretor executivo da Uber, disse que os meios individuais de transporte eram mais adequados para viagens nos interior das cidades. Khosrowshahi também prevê que os usuários farão viagens mais frequentes no futuro.

“A curto prazo, financeiramente, talvez não seja uma vitória para nós, mas estrategicamente a longo prazo achamos que é exatamente para onde queremos ir”. A empresa de transporte privado (compartilhamento de carona, em português do brasil) investiu em diversas empresas de bicicletas no ano passado para este efeito.

As suas bicicletas elétricas Jump, estão agora disponíveis em oito cidades dos EUA, incluindo Nova York e Washington, e assim que possível, serão lançadas em Berlim, Alemanha.

Outra companhia que também se uniu à Lime, foi uma empresa de scooters elétricas, que fazia negócios em outras áreas, como transporte público e serviço de entregas.

Khosrowshahi admitiu que o Uber ganha menos dinheiro com um passeio de bicicleta do que com a mesma viagem em um carro, mas disse que isso seria compensado, já que os clientes usavam o aplicativo com mais frequência para viagens mais curtas.

“Estamos dispostos a trocar a unidade de curto prazo [mais rentável] por um maior compromisso de longo prazo [com mais futuro]”, disse o diretor executivo ao Financial Times. Além disso, Dara reconheceu também que os motoristas da Uber poderiam perder o rumo nesta mudança, mas afirmou que, no longo prazo, os motoristas iriam beneficiar de viagens mais lucrativas.

A transportadora californiana, que perdeu 4.500 milhões de dólares no ano passado, está sob alguma pressão para melhorar as suas finanças antes da divulgação pública do seu estado. Apesar da receita do seu negócio de transporte privado estar a aumentar, o custo da expansão para novas áreas, como a partilha de bicicletas e a entrega de alimentos, significou aumento rápido das perdas. Como se não fosse suficiente, também a regulamentação da companhia em certos países tem sido dificultada, o que coloca uma ameaça ao crescimento em alguns mercados.

Fonte BBC News

Artigos interessantes

Esta pode ser a primeira imagem oficial do OnePlus 6T
Diversos
6 Visualizações
Diversos
6 Visualizações

Esta pode ser a primeira imagem oficial do OnePlus 6T

Wagner Pedro - 20 de Setembro de 2018

Os rumores e vazamentos à respeito do OnePlus 6T estão se intensificando, dado que o próximo top de linha da…

Alemanha falha o seu objectivo de ter 1 milhão de carros elétricos até 2020
Carros
9 Visualizações
Carros
9 Visualizações

Alemanha falha o seu objectivo de ter 1 milhão de carros elétricos até 2020

José Candeias - 20 de Setembro de 2018

A Alemanha irá adiar o seu objectivo de ter 1 milhão de carros eléctricos na estrada. O objectivo original era…

Xiaomi Mi A2 ganha nova opção de cor
Telemóveis
17 Visualizações
Telemóveis
17 Visualizações

Xiaomi Mi A2 ganha nova opção de cor

Wagner Pedro - 20 de Setembro de 2018

Há pouco tempo, surgiram rumores que a Xiaomi lançaria uma nova opção de cor para o Mi A2 Lite. No…

Comente

O seu email não será publico

Partilhe nas Redes Sociais

Se gosta do artigo, partilhe com os seus amigos